AJA - Amigos dos Japoneses Antigos

Outros Assuntos => Eventos de outros clubes => Tópico iniciado por: rpm em 07 de Junho de 2009, 18:22

Título: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: rpm em 07 de Junho de 2009, 18:22
No seguimento da breve discussão sobre ecologia no tópico "Que "JANA" escolher?", e uma vez que a escolha do automóvel e combustível é apenas o começo, venho falar-vos um pouco do hypermiling, em jeito de "perguntas e respostas".

O que é o hypermiling/ecodriving?
O hypermiling é um modo de conduzir que tem como objectivo minimizar o consumo de combustível e consequentemente as emissões poluentes produzidas, daí ser também chamado de ecodriving. A ideia principal é minimizar acelerações e travagens desnecessárias, assim como tirar partido dos declives do terreno e das características da estrada de maneira a maximizar a eficiência.

Efeitos secundários podem incluír ainda um menor desgaste do automóvel, menos stress e um maior nível de atenção ao volante.

Exemplos práticos?
Reduzir a velocidade, combinar várias viagens curtas numa mais longa, desligar o carro em paragens prolongadas, antecipar semáforos deixando o carro deslizar até ao vermelho, etc, etc...

Como começar?
Lendo a Bíblia do hypermiling, escrita pelo inventor do termo, Wayne Gerdes, em: http://www.cleanmpg.com/forums/showthread.php?t=1510

Preciso de alterar alguma coisa no carro?
Não. Para obter bons resultados basta ter a manutenção em dia.

Mas há alguma alteração que seja benéfica?
Muitos hypermilers aumentam um pouco a pressão dos pneus para ajudar o carro a rolar melhor.

Outra coisa importante é a instrumentação. Sem computador de bordo a aprendizagem é mais lenta e difícil. Felizmente existe um computador de bordo universal para veículos equipados com ficha OBD-II (sensivelmente a partir de 2001 na Europa), o Scangauge. Este pequeno aparelho permite-nos controlar consumos instantâneos, médios, posição do acelerador, carga do motor e muitos outros valores de interesse. Podemos então avaliar de forma simples qual a relação de caixa mais eficiente para cada subida, etc... Saiba mais em http://www.scangauge.net

Há também uma minoria que se dedica a modificações aerodinâmicas e outras. Consultem para isso o site http://ecomodder.com

Que resultados posso obter?
Tudo depende dos percursos percorridos, da técnica utilizada e do próprio carro mas o que se espera é conseguir consumos iguais ou melhores do que os anunciados pelo fabricante.
Apenas como exemplo, actualmente consigo cerca de 50% melhor do que o consumo médio anunciado nos meus Honda a gasolina com relativa consistência (exemplo depósito recorde de 3.97 l/100 Km em Honda EK3 com consumo anunciado de 6.5 l/100 Km).

Como posso saber mais?
Os links abaixo dão pano para mangas:  ;)

http://en.wikipedia.org/wiki/Fuel_economy-maximizing_behaviors
http://en.wikipedia.org/wiki/Hypermiling
http://www.cleanmpg.com
http://www.gassavers.org
http://ecomodder.com
http://www.scangauge.net

Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: Kaizen em 08 de Junho de 2009, 18:12
De Aveiro ao Choupal em Coimbra e voltar, pela EN2 fiz 3,4L\100 em Corolla 1.4 D4-D, seguindo o que foi escrito neste belissimo tópico.  :D
Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: Santos Silva em 08 de Junho de 2009, 23:20
Um dia vou querer ser como tu...
Mas só vou conseguir quando me reformar e deixar esta vida de stress e de pressas, de atrasos, de cidade grande...há meses que ando a convender-me a conduzir segundo estes preceitos mas rapidamente "estrago" as médias com uma viagem de manhã para a escola do Filipe porque já estamos "em cima da hora" ou com uma reunião marcada em cima da hora, etc.

Mas é um bom tópico para partilharmos as nossas "conquistas" 8)
Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: Kaizen em 09 de Junho de 2009, 23:45
   Já tive 2 carros fantásticos a nivel de consumo, um alemão (que aina tenho) e um francês (que infelizmente já foi), mas a Star Van 2.0D de 97 a 99 com 72cv e bomba injectora comandada electronicamente foi dos carros mais "inteligentes" que tive para se fazer hypermiling.

  As relações de caixa e a linearidade do binário, aliadas á jante 14 de pneu 175 (mais tarde aumentei para 185) permitiam quase sempre, mesmo em condução despachada, fazer médias muito abaixo do anunciado pelo fabricante.

A marca anunciava:

Urbano: 8,4/100
Extra Urbano: 5,3/100
Combinado: 6,4L

Sei que o consumo mais alto que fiz foi 8,2L mas os meus consumos muito frequentes eram na casa dos:

Urbano: 5,5 e 5,8L/100
Extra Urbano: 5,0 e 6,2L7100
Combinado: 5,3 e 5,8L


E nessa época o "extra urbano" não era propriamente em "ecodriving"! Outros tempos :p O meu primo tem uma igual mas não a sabe conduzir (apesar de achar que sabe) e os 1140kg de tara fazem os consumos andarem sempre dentro do anunciado.


Mas nisto dos consumos tenho duas pedras no sapato que nunca consegui consumos sequer parecidos com os anunciados de fábrica!
Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: rpm em 10 de Junho de 2009, 12:52
Actualizei o post inicial com uma referência ao Scangauge, um instrumento muito interessante que ajuda a afinar a técnica de condução.

Excelente valor o do D4D Rui. 3.4 l/100Km ida e volta a gasolina, praticamente só com um híbrido. Mas tens razão, a relação entre o anunciado e o real varia bastante de carro para carro.

Santos Silva, sobretudo em cidade, a diferença de tempo entre uma viagem apressada e uma feita com calma acaba por ser quase negligenciável, pois acabamos por acelerar de semáforo em semáforo... Psicologicamente pode parecer que estamos a perder tempo mas se usarmos um cronómetro podemos ter uma surpresa. Viagens longas de auto-estrada são outra conversa, sem dúvida!

De resto, e apesar de não passar no fundo também de um iniciado, com a devida humildade, estou disponível para tentar esclarecer qualquer dúvida ou discutir alguma técnica em maior especificidade.
Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: Toylex em 10 de Junho de 2009, 13:00
Off Topic

O motor 1.4 d4d da Toyota, é provávelmente o melhor motor diesel da Toyota desde o lançamento d4d, consumos, prestações, agradabilidade, TUDO bom.

Já andam por aí os 2.2L e.....................................................
Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: landcruiserbj40 em 16 de Junho de 2009, 13:43
 :)

Este tópico é engraçado... porque na minha condução diária eu já fazia muitas destas coisas...

O meu trajecto diária é o seguinte: Coimbra - Leiria  e regresso... Os caminhos são sempre os mesmo... faço nacional 1 até Pombal e A1 Pombal - Leiria e no regresso sempre pela nacional 1... Na condução na A1 faço a velolcidade de cruzeiro de 140km/h

Utilizo algumas destas técnicas, e acho que a antecipação do obstáculo / travagem consegue-se baixar muito os consumos, as recuperações de velocidade elevam imenso o consumo. Desde que comecei a conduzir assim baixei seguramente 1 litro... O carro que uso diariamente é um corolla D4D de 90cv de 2006 com 127000km e com a capacidade do tanque de 54 lts. Eu faço com um tanque semanalmente cerca de 1020 km... que dá cerca de 5,35 l aos 100km. Dá para aprender muita coisa nestes sites... é claro que ao fim de semana esta minha viatura que não passa das 3500 rpm é encostado... o que poupo é para por gasolina nos outros :)


Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: Kaizen em 16 de Junho de 2009, 23:41
   Na sexta-feira passada fiz Entre-os-Rios -> Aveiro (EN108 @ 60kms\h e A17 @ 110kms\h) ás 03:00AM, cerca de

140kms em Corolla 1.4 D4-D de 90cv (o mesmo que fiz 3,4) todo de origem, com 45.000kms sem ultapassar os limites

de velocidade e sem carga: Fiz 4,3L/100kms.


Nota para o Nuno: Devias referir que o teu motor é o 1.4, porque também há o 2.0 com os mesmos 90cv.


Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: nunoturbo em 17 de Junho de 2009, 10:48
Desde 1997 e enquanto foi vivo que o meu Pai levou esta prática mais a sério.

Um Honda Civic 3 portas 1.5iLS de 115cv, marcadamente virado para a economia, fazia nas mãos dele média de 4,5 lts, tendo chegado a fazer 4,3lts numa viagem ao Algarve. O carro tinha jante 15" pneus 195, filtro de admissão directa e escape do VTI.

Escusado será dizer que nas minhas mãos, 7 lts era uma boa média... :assobio

Actualmente com Scénic 1.5 DCi(longa) de 105 cv, tenho feito em Auto estrada médias de 5.2 a 5.7, sempre a usar o Cruise Control! Tenho dezenas de viagens de cerca de 120 km cada uma sem por o pê no travão mais do que uma ou duas vezes, isto para não duvidarem de eu dizer que por vezes nem no travão toco para passar a Via Verde.

Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: RT em 17 de Junho de 2009, 22:55
Eu devia ler isto com muita atenção.. E respeitar..

Mas, dependendo do carro claro, adoro dar um cheirinho a mais no acelarador e sentir o barulho do motor!

Não é por gostar de andar depressa, mas quando alguém vai à minha frente a molengar ultrapasso para poder andar mais à vontade, não gosto de andar constantemente com os olhos colados no carro da frente. Gosto de circular um pouco mais à vontade.

As ultrapassagens, os sticks.. Adorar subir rotações...Infelizmente a minha condução é bastante gastadora.

Mas pode ser que melhore quando o AE estiver pronto. O dinheiro para a gota vai sair do meu bolso.. :assobio

Dizem que isto com o tempo de carta muda.. A ver vamos..
Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: landcruiserbj40 em 19 de Junho de 2009, 14:43
RT, só para que conste, não sou santo nenhum o que poupo na semana gasto no fim de semana...

Regularmente nos últimos fins de semana, o AE86 sai da garagem ao sábado e o TA22 ao domingo... Se no Celica sou calmo no AE86 não estou sequer a pensar no gasto de gasolina, mas respeito e prezo imenso o desgaste mecânico...
E o TA22 não está propriamente a querer baixar dos 9,5 em condução médio rápido...

Para registo o melhor consumo que consegui com o AE86 foi 6,8 l/100km podemos discutir aqui neste post o regime óptimo do AE86 para fazer estes consumos... no meu cheguei a conclusões engraçadas...
Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: Kaizen em 19 de Junho de 2009, 22:01
Tens de me dar umas dicas então... é que eu consigo fazer sem dificuldade médias no TA22 dentro dos 6L, conforme já foram sendo publicadas noutros tópicos.

Mas no AE86... nem perto. A muito custo, o melhor que consegui fazer foi 9L numa viagem Lisboa->Porto a 110km\h. Mas deve ser uma caracteristica do meu carro por estar preso, tal como o teu registo, já ouvi o mesmo consumo de mais malta daqui com Corollas GT.

O Corolla GT e a Altea TDI são os únicos carros que tenho que não consigo fazer médias, nem sequer próximas dos valores anunciados de fábrica.
Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: Toylex em 19 de Junho de 2009, 22:02

Para registo o melhor consumo que consegui com o AE86 foi 6,8 l/100km podemos discutir aqui neste post o regime óptimo do AE86 para fazer estes consumos... no meu cheguei a conclusões engraçadas...

Continuo a dizer que o AE86 é um carro de consumos comedidos, e tendo em conta a motorização é muito económico, se for para circular nas 5500/6500 rpm não sei mas nem gaste 12L não é muito.

Em condução normal o carro consegue circular sem recorrer à cx.  de velocidades até/abaixo das 3000 rpm, ainda recentemente consegui fazer Estrada Nacional com localidades pelo meio quase sempre em 5ª velocidade em + de 70km; consumo calculado sem rigor absoluto de 6.7L/100

Considero neste carro 3500/4000 rpm o regime ideal para poupança de combustível e da mecânica.
Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: rpm em 20 de Junho de 2009, 00:27
E porque não aproveitar para explorar um pouco mais a temática da faixa de rotação ideal? Tenho feito experiências com o computador de bordo ScanGauge acoplado a vários motores a gasolina de 4 cilindros entre os 1.2 e os 2.2 litros. A conclusão é até bastante simples: desde que o carro não "morra", em termos de consumo, quanto menor a rotação, melhor.

Antigamente passava de caixa pelas 3000 rpm. Actualmente não costumo passar muito das 2200 rpm e os resultados são muito positivos. Isto apenas para dizer que as 3500/4000 rpm num Corolla GT me parecem algo longe da faixa de rotação ideal para obter economia máxima.

Em jeito de crónica, e da relação entre os consumos anunciados e a realidade, tenho a relatar o seguinte. Tenho-me feito deslocar estes dias com um Honda Jazz que anuncia 5.5 l/100 Km, quase menos um litro do que um outro Honda Civic da casa. Com um hypermiling algo agressivo, tenho neste momento 350 Km percorridos e 3.8 l/100 Km no mostrador algo mentiroso do carro. Nada de muito espantoso quando o mais potente Civic consegue fazer quase o mesmo. Notei que é muito fácil fazer consumos de 5 e pouco com o Jazz e que mesmo a fundo é difícil passar dos 10 no instantâneo. Mas, para hypermiling agressivo não rende tanto como o Civic, uma vez que não rola tão bem desengatado... Fica a nota para a importância da aerodinâmica nestas questões.
Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: Kaizen em 20 de Junho de 2009, 17:30
E esse Jazz é novo? Convém sempre referirmos as quilometragens dos carros, os motores variam muito o consumo quando a quilometragem está abaixo dos 30.000kms. Uns mais que outros.
Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: rpm em 20 de Junho de 2009, 17:52
É usado Rui. Compramos para a minha irmã (recém encartada) por ser prático, económico e fiável. Tenho andado com ele apenas para avaliar o seu estado. Família Honda (4)!.  :lol
Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: Kaizen em 20 de Junho de 2009, 23:09
Off-Topic: O Jazz e o Micra são os meus preferidos do segmento. Se já gostava do antigo Jazz, este está perfeito. Se tivesse um motor 1.4 ou 1.4 Diesel, vendia como pãezinhos quentes.
Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: nunoturbo em 22 de Junho de 2009, 20:44
Citar
Mas, para hypermiling agressivo não rende tanto como o Civic, uma vez que não rola tão bem desengatado...

Sempre aprendi, que um carro desengatado gasta mais do que engatado numa mudança alta, sem aceleração..
Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: Kaizen em 22 de Junho de 2009, 22:24
Yupes, e os CB´s mostram isso. O motor em compressão vai sempre a 0,0 e ao ralenti vai entre os 0,7 e 0,9L
Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: rpm em 23 de Junho de 2009, 20:02
Caros Nuno e Rui, de facto os carros com injecção electrónica de combustível cortam a alimentação em desaceleração (Deceleration Fuel Cut Off). Não só em mudanças altas como em baixas também, basta estar acima de determinada temperatura e rotação.

Contudo, em muitas situações compensa mais ir desengatado porque apesar de gastar um pouco mais o carro percorre uma distância muito superior, uma vez que não tem o motor a prender.

Posso dar um exemplo de cada. Para descer a VCI no sentido Antas-Freixo vou engatado por causa do radar no final da descida. Já no sentido Amial-Arrábida saio do alto do Amial a 90 e poucos Km/h, deixo rolar, passo no radar a 90, acelero para os 100 Km/h m e deixo rolar novamente. Passo no segundo radar a 90 Km/h e continua sempre a rolar até à saída antes da do Campo Alegre, vejam lá!

Este estilo de condução é chamado de "pulse & glide" e é usado por todos os hypermilers de topo, assim como nas competições de economia de combustível como a Shell Eco-marathon. É especialmente importante em carros a gasolina que são muito pouco eficientes em "steady-state" (carga leve e constante no acelerador) devido às "pumping losses".

Mais, em hypermiling agressivo, a fase de "glide" é por vezes feita com o motor desligado. Aí sim, embala bem e com consumo zero. Mas só em determinadas situações e por quem sabe, caso contrário pode ser perigoso.
Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: landcruiserbj40 em 24 de Junho de 2009, 08:15
bem...

a semana passada fiz o trajecto Coimbra - Leiria Leiria - Coimbra com o meu Corolla D4D 90cv neste tipo de condução, mesmo assim continuei a fazer 140km/h no percurso da A1 (ler post anterior) só que agora com mais atenção ainda ao pedal do acelerador. Tentei fazer o trajecto sempre em antecipação usando o minimo de travões possivel...

De facto nota-se bastante, percorri 1080 km com 49 litros o que dá uma média de 4,4 l/100km... apenas vos digo que não é facil.

Primeiro - é necessário alguma concentração, mesmo que a vir depois de um dia de trabalho lixado

Segundo - é muito mais complicado ultrapassar... estamos sempre mais longe do carro da frente

terceiro - perco apenas em média mais 12 minutos do que em condução ligeiramente mais despachada ( ultrapassagens )

quarto - faço com esta condução mais em média cerca de 100 km com o tanque.


compensa bastante mas é uma condução que exige concentração...
Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: Santos Silva em 24 de Junho de 2009, 10:25
Citar
Sempre aprendi, que um carro desengatado gasta mais do que engatado numa mudança alta, sem aceleração..

Isso só acontece nos carros de injecção onde o computador consegue "mesmo" cortar todo o fornecimento de combustivel.
Nos motores com carburador não se consegue cortar totalmente pois existem sempre passagens de combustivel. E se a rotaão for alta existe depressão e passará sempre combustivel.

Realmente existem situações em que a vantagem (em distância percorrida) do "embalo" em ponto morto é superior ao aque se pouparia por ir engatado com consumo zero...é uma questão de inclinação do terreno!

Citar
ralenti vai entre os 0,7 e 0,9L

Depende da velocidade! Quanto maior for a velocidade, menor é o valor do consumo por Km porque o motor ao ralenti faz sempre a mesma rotação e precisa sempre do mesmo combustivel. No limite, com o carro parado, apesar do ralenti ser o mesmo e precisar da mesma quantidade de combustivel, o consumo fica em 99,9l/100Km...


Embora não tenha dado aqui exemplos (eu sou um mau exemplo neste campo :redface) lembrei-me de outras coisas que são muito importantes para que o carro role com menos resistência:

A pressão dos pneus (como já mencionado)
A finação do travão de mão e dos travões em geral
O alinhamento da direcção
A carga extra que sempre transportamos no porta-bagagens e que não nos faz falta


Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: Toylex em 24 de Junho de 2009, 10:58
Nos carros recentes e com computador de bordo, percebe-se fácilmente essa ideia do consumo desengatado ou não.

Dou exemplo do IS220d, desengatado ao ralenti e a circular, apresenta no computador de bordo um consumo entre 5 e 10L/100kmh quanto mais baixa for a velocidade até parar ao ralenti, maior é o consumo, até atingir a escala máxima de 30L /100kmh quando está imobilizado ao ralenti.

Pelo contrário quando desce engatado apresenta consumos à volta de 1-2-3 L/100kmh  já o Avensis d4d 2.0 116cv esse apresenta mesmo 0.0 L/100kh e neste é possivel conduzir em planicie com o acelerador ligeiramente calcado, e notoriamente a empurrar o carro e a apresentar consumo de 0.0 L/100L e no IS nunca.

Adiantando num Avensis 2.0 116cv d4d consegue-se fácilmente médias de 5.5L no IS220d nunca nada abaixo de 8.8 e com médias finais de vários depósitos gastos, na ordem de 9 - 9.5L /100kmh

OFF TOPIC - Com o a favor do Avensis ter sempre motor em qualquer rpm e no IS só a partir das 1800rpm, sendo muito mais desportiva e agradável a troca de mudanças no Avensis.   
Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: nunoturbo em 24 de Junho de 2009, 11:29
Para quem percebe minimamente como funcionam os sistemas de alimentação de motores de combustão interna, é escusado estar a comparar sistemas de injecção com carburadores.

Além de que nunca serão muito fiáveis as médias calculadas com base em quantidade de litros abastecidos vs quilómetros percorridos, a não ser que se parta de uma situação de esvaziamento total do depósito com recurso à purga, contabilização de quantidade de gasolina que os tubos de alimentação ao motor suportam e respectiva contabilização nos valores do abastecimento.

O "comum dos mortais", nos quais eu me incluo, ao aderirem ao hypermiling/ecodriving amador, certamente que farão toda a confiança no C.B. e dispensarão as contas para as médias.

Sendo certo que o hypermiling/ecodriving é uma "moda" impulsionada pela "onda verde" tão em voga na nossa sociedade, estou em crer que a grande maioria, onde me volto a incluir, aderirá a estes métodos para poupar algum dinheiro e rentabilizar o investimento que é cada abastecimento na bomba de gasolina.

A título de curiosidade, sabem por exemplo que o manual de um carro meu, avança que o facto de usar a resistência de desembaciamento do vidro traseiro ligada durante o período equivalente a 100 km percorridos, pode aumentar o consumo do carro em cerca de 1 litro?

Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: landcruiserbj40 em 24 de Junho de 2009, 11:39
Citar
A título de curiosidade, sabem por exemplo que o manual de um carro meu, avança que o facto de usar a resistência de desembaciamento do vidro traseiro ligada durante o período equivalente a 100 km percorridos, pode aumentar o consumo do carro em cerca de 1 litro?

Nuno que manual, ou que carro, é que te avança isso??

Nuno, as minhas médias não são do CB. Chego a eles porque encho sempre o tanque até "deitar fora" e como meto o contador de kilometros a zero é facil de saber as medias. A maior diferença que tive no CB foi de 0,4 l/100km. O meu Corolla até nem tem muito erro.
Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: Kaizen em 24 de Junho de 2009, 12:14
Nuno Fonseca, ainda não disseste se o teu Corolla é o 2.0 de 90cv ou o 1.4 de 90cv.

Os meus carros com CB não ultrapassam os 0,9L ao ralenti independentemente da velocidade. Têm só a variação de 0,7 a 0,9. O CB do 1.9TDI (VAG) é mais rápido a dar informação que o do Corolla e parece-me ter sempre um consumo ao ralenti mais baixo para a mesma situação.

Com excepção deste 1.9TDI, os meus outros carros dão médias certas de quantidade de litros vs CB. Esta dá em regra geral mais 0,4/0,5L.

OFF-Topic: Apesar de não ter intenções de mudar de combustivel para além deste verão, o 1.9TDI "borra-se" todo com Biodiesel e se tiver o A\C ligado ainda pior. Com gasóleo normal (de marca branca como é óbvio) além de "bombar" melhor os consumos são mais baixos. Isto, em estrada aberta porque em cidade vai dar ao mesmo.

Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: rpm em 24 de Junho de 2009, 12:18
landcruiserbj40, o teu maior problema são os 140 Km/h. Experimenta os 100 Km/h um dia e tiras facilmente um litro a essa média.

Além de que nunca serão muito fiáveis as médias calculadas com base em quantidade de litros abastecidos vs quilómetros percorridos, a não ser que se parta de uma situação de esvaziamento total do depósito com recurso à purga, contabilização de quantidade de gasolina que os tubos de alimentação ao motor suportam e respectiva contabilização nos valores do abastecimento.
Pelo contrário Nuno, os CB têm um erro bem notório. A única forma de ter números correctos é fazer médias entre atestos. Desde que enchas sempre bem o depósito estás a comparar maças com maças, não precisas de purgar o depósito!



Citar
A título de curiosidade, sabem por exemplo que o manual de um carro meu, avança que o facto de usar a resistência de desembaciamento do vidro traseiro ligada durante o período equivalente a 100 km percorridos, pode aumentar o consumo do carro em cerca de 1 litro?

Todo e qualquer equipamento eléctrico vai colocar mais carga sobre o alternador e aumentar o consumo, mas esse valor é muito exagerado. Faz-me lembrar aquela frase típica dos manuais: "é normal o motor consumir até 1 litro de óleo cada 1000 Km".
Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: landcruiserbj40 em 24 de Junho de 2009, 13:50
Rui Meireles, eu mantive os 140 Km/h na autoestrada para saber quanto obtive em ganhos a travar o minimo possivel e e a não efectuar recuperações, tentar rolar sempre a mesma velocidade. Os ganhos foram significativos... Depois tive outro ganho que é andar a 140 km/h com atenção ao pedal direito e andar a 140 km/h distraido... ganha-se muito... Se andar distraido de topo a topo na A1 (coimbra - Leiria) faço 6,4 l/100km se andar com atenção ao pedal faço 5.8 l/100 km ( informação do CB )

Agora o meu proximo teste será reduzir a velocidade na AE para 120 km/h para ver qual é o ganho...

Rui Coelho... Corolla 1.4 D4D 90cv de 2007...  :green:

Rui Meireles em relação ao consumo de óleo posso-te dar um caso ou dois onde o consumo de óleo aos 1000km anda perto de 1 litro em condução relativamente despachada ( carro a gasóleo )
Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: nunoturbo em 24 de Junho de 2009, 14:15
A informação do consumo com a resistência ligada, é o oficial do manual da marca que acompanha o carro, neste caso um Golf IV 1.6, gasolina, de 1998.

Os atestos de gasolina deixam-me sempre muitas dúvidas, pelo menos nos meus carros, uma vez que com o ar acumulado no interior, uma vezes ficam mais atestados do que outras.


Já agora, o que será menos eficiente numa viagem em AE, em termos de poupança, ter o A/C ligado ou os vidros abertos?
Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: rpm em 24 de Junho de 2009, 18:58
landcruiserbj40, fez bem. Verá que obterá ainda melhores resultados à medida que baixa a velocidade.

Nuno, se atestares como eu, devagar (com pouca pressão no gatilho) e até ao topo, não tens ar praticamente nenhum e ao final de alguns depósitos os que levaram gasolina a mais cancelam com os que levaram a menos e tudo está bem.

Em relação ao AC, depende da velocidade. Acima de determinada velocidade (relacionada com a aerodinâmica do carro) compensa mais o AC. A 120 Km/h sem dúvida que será a opção sensata, até porque pessoalmente acho que as janelas abertas só servem para fazer barulho porque pouco refrescam.
Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: Kaizen em 24 de Junho de 2009, 19:19
A 140km\h fazes 5,8L?!!! Eu a essa velocidade consigo andar nos 5,0 a 5,5 max!
Levanta o pé pah!
Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: landcruiserbj40 em 25 de Junho de 2009, 10:24
 :lol

Já consegui 5,4l/100km (em CB) mas Rui sempre a 140 km/h sem acelerar mais nas descidas e manter nas subidas... eu tenho a sorte de fazer sempre o mesmo trajecto com o carro consigo comparar os consumos muito facilmente dependendo do tipo de utilização. eu vou voltar a fazer os 5,5 quando o carro vier da revisão  :o

é verdade... a história de trocar o filtro de ar de 30000km em 30000km comigo não funciona, troco sempre aos 15000km e vou buscar facilmente os 12 euros que ele custa em Gasoleo. Outra diferença em consumos que registei com facilidade foi na troca do filtro de gasóleo (feita de 60000 em 60000 Km) Quando o carro vem da revisão "grande" parece outro...
Outra coisa que posso registar também é que os produtos para limpeza do sistema de injecção também funcionam. 5 euros de embalagem e consegue-se notar diferença.

Já agora Nuno acho estranho o gasto de 1 litro com o desembaciador ligado... Por principio a correia já está a passar pelo alternador quer ligues o botão de desembaciamento quer não ligues...

Quizz e aquele gasoleo milagroso alguem já experimentou e quer trocar experiencias??  :assobio
Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: Kaizen em 25 de Junho de 2009, 12:03
Citar
eu vou voltar a fazer os 5,5 quando o carro vier da revisão

Tudo o que disseste dos filtros é verdade, sobretudo o do óleo e gasóleo mas... os meus carros quando vêm das revisões rendem sempre menos. Suponho eu que pela viscosidade do óleo o motor fica com menos folga para "bombar". Nota-se em alta rotação e vel. max. Mas bom... para Hypermiling não se utilizam estas faixas de rotação!

Off-Topic: O 1.4 D4-D para gastar menos precisava de mais power na primeira velocidade antes de entrar o turbo. Obriga a calcar muito o acelerador e ás vezes é perigoso.
Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: landcruiserbj40 em 28 de Junho de 2009, 10:21
Rui no 1.4 D4D a faixa de rotações que uso para fazer este tipo de condução é entre as 2000 rpm e 2750 rpm... por sensibilidade no pé direito e após ter visto a curva de binário deste motor penso que é onde conseguimos potência com menor consumo... se reparares o escalonamento da caixa (excepto a 1ª ) sempre que trocas de caixa às 2750 rpm a rotação cai sempre nas 2000 rpm...

Já agora volto a repetir a pergunta que fiz anteriormente para continuarmos com esta discussão?

Quais são as vossas experiências em termos de condução económica e ganhos com os gasóleos ultimates e afins?
E entre gasolina 95 e 98?
Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: Toylex em 28 de Junho de 2009, 10:28

Quais são as vossas experiências em termos de condução económica e ganhos com os gasóleos ultimates ?


Os gasóleos mais caros, vulgo os aditivados, >> não me convencem, << só tenho a certeza que >> são mais caros, << e meti 2 ou 3 vezes e nunca mais.

A gasolina, também meto da 95 onde já experimentei das duas, foi no AE86 e como não notei diferenças, tá a poupar e meto da mais barata.
Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: Santos Silva em 28 de Junho de 2009, 11:13
A minha experiência é que para conduções mais rápidas (anti-hypermiling, portanto), a resposta e a eficiência é melhor, quer na gasolina quer no diesel. Para o dia-a-dia, a diferença não se nota.

Diria ainda que para os nossos JA's, estas "modernices" não lhes valem de muito...Foram feitos para os combustiveis antigos
Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: landcruiserbj40 em 30 de Junho de 2009, 08:19
Eu já experimentei o ultimate da BP e de facto noto um rendimento maior, mas não consegui chegar as percentagens de poupança que eles anunciam... Na condução que já descrevi atrás consegui facilmente mais 20 km no tanque, o que acho não ser significativo para o custo do litro de gasóleo.
Após ter feito esta experiência li no site da BP que só se consegue resultados ao fim de 3 tanques, por forma a limpar os outros gasóleos que lá andaram antes... esta parte já não testei pois acho que já não vou conseguir muitos mais ganhos, e se os conseguir nunca me vão pagar a diferença no litro de gasóleo.

Em relação aos gasoleos normais? qual as vossas opiniões?
Eu já coloquei gasóleos em todo o lado e não encontro diferenças significativas de poupança nem de rendimento entre eles... logo... ponho gasóleo no sitio mais barato que encontro... Intermarches e afins... :drool:
Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: Kaizen em 30 de Junho de 2009, 12:11
É que já te estás a esticar um bocadinho para fora do tópico... :p

O SS é que tem razão nesta matéria. Mas a minha experiência diz-me o contrário em termos das gasolinas.

Noto diferenças significativas no Celica (2 carburadores) entre a 95 e a 98 e a 100. Quanto mais são as octanas, mais sereno e linear fica o funcionamento do motor. A conselho do mecânico, tanto no Celica como no Corolla GT agora só meto 98.

Em velocidade máxima (em injecção electrónica) noto uma diferença de 20kms\h entre a 95 e a 100. Aqui estou a referir-me á mota.

Onde noto também uma grande diferença é entre o Biodiesel e o Gasóleo, mas aqui acho que é óbvio certo? É só 15% mas em rendimento do motor acima dos 140km\h notam-se bem esses 15% e faço menos kms com o mesmo depósito. É uma alegria quando encho o tanque de gasóleo...  :lol

Nuno: Há aí um tópico a falar de combustiveis, se quiseres passar para lá...
Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: RSilva em 04 de Julho de 2009, 11:32
Começei a fazer condução económica há cerca de  6 anos atrás e na altura ninguém compreendia esta modalidade "desportiva".
É curioso ver a popularidade que o tema tem suscitado ultimamente.
Participei no Volvo Drive challenge e o vencedor ganhou com um consumo médio de 2,5l/100! Ou seja saiu de Lisboa e quando ficou sem gasóleo já havia passado Paris.

É uma forma de condução que exige muita concentração e conhecimento profundo do veículo que se conduz, nomeadamente do regime mais eficiente para cada relação de caixa.
Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: landcruiserbj40 em 07 de Julho de 2009, 08:23
2,5l/100km??

Para uma marca destas estes tipos fazem o que? para além de irem o mais devagar possivel.

Não respiram dentro do habitáculo? :duh:
Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: Kaizen em 07 de Julho de 2009, 12:57
2,5 é um valor bastante dificil de atingir numa quilometragem tão elevada! Pelo menos para se conduzir em segurança!
Título: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: RSilva em 15 de Julho de 2009, 08:53
Os carros de última geração são bastante mais eficientes.
Na prova de selecção que fiz com o Volvo, pelo centro de Cascais e com o ar condicionado em automático (obrigatório), fiz um consumo de 3.6l/100.
O vencedor deve ter feito sauna até Paris, mas levou para casa um carro novo.

No entanto há um truque para usar o AC sem aumentar os consumos, basta ligá-lo a toda a força nas descidas médias/acentuadas onde até ajuda a travar o veículo. Isto funciona em certos percursos como no Alentejo onde há muitos montes a trâspor.
Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: rpm em 16 de Julho de 2009, 11:51
Caro RSilva, por acaso não terá mais informações sobre essa competição? Gostaria de participar numa próxima edição.
Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: RSilva em 17 de Julho de 2009, 16:34
Tenho mais informação Sim Senhor!
A prova pelo que me foi dito pela marca, vai ser repetida, desta vez num XC60. É estar atento ao site da marca.
Duvido é que o consumo se fique por 2.5l/100.
Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: landcruiserbj40 em 22 de Julho de 2009, 08:33
é preciso uma capacidade de concentração enorme para fazer 2,5 l/100km durante tanto tempo. Deve ser desgastante percorrer tanto quilometro a dosear o acelerador.

RSilva em relação ao AC o principio de travagem não o entendi. Não será melhor nas descidas deixar embalar o carro o melhor possível para vencer o obstáculo seguinte (próxima subida)? Além disso se o AC estiver em automático não é possível fazer a regulação da intensidade visto ser o carro a recolher essa informação com os sensores de habitáculo.
Ou nos Volvos isso é diferente?
Título: Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
Enviado por: RSilva em 22 de Julho de 2009, 21:09
Nunca uso o ac em automático, usei na prova porque era obrigatório. É preciso avaliar a descida, em muitos casos nas descidas somos  mesmo obrigados a travar porque o carro ganha velocidade excessiva ou porque se aproxima uma curva. Nestes casos se aplica ligar o ac ao máximo para reduzir a temperatura do habitáculo. Descer a uma velocidade moderada permite manter o ac ligado durante mais tempo, nos hibridos aumenta a eficiência do carregamento das baterias.