Mostrar Mensagens

Esta secção permite-lhe ver todas as mensagens colocadas por este membro. De realçar que apenas pode ver as mensagens colocadas em zonas em que você tem acesso.


Tópicos - nunoturbo

Páginas: [1] 2 3 ... 8
1
Geral / 13 curiosidades da cultura japonesa
« em: 25 de Junho de 2013, 14:18 »
1 - Você sabia que as crianças japonesas limpam as suas escolas todos os dias, por 15 minutos, juntamente com os professores, o que levou ao surgimento de uma geração de japoneses modestos e entusiasta da limpeza?
 
 
2 - Você sabia que qualquer cidadão japonês que tenha um cão, é obrigado a usar sacos de pano especial para apanhar os dejetos do cão? O desejo de manter a limpeza e a higiene faz parte da ética japonesa.
 
 
3 - Você sabia que um empregado(a) de limpeza no Japão é chamado "engenheiro da saúde" e pode ter salários de USD 5000-8000 por mês? Está sujeito a provas escritas e oral!
 
 
4 - Você sabia que o Japão não tem recursos naturais, estão expostos a centenas de terremotos por ano mas, ainda assim, conseguiu tornar-se a terceira maior economia do mundo?
 

5 - Você sabia que Hiroshima retornou à sua economia vibrante, após a queda da bomba atómica, em apenas 10 anos?
 
 
6 - Você sabia que o Japão impede o uso de telemóveis em comboios, restaurantes e esplanadas?
 
 
7 - Você sabia que no Japão os alunos do primeiro ao sexto ano deve aprender a ética no trato com as pessoas?
 

8 - Você sabia que os japoneses, ainda que seja uma das populações mais ricas do mundo, não têm empregados domésticos? Os pais são responsáveis pela a casa e pelos filhos.
 

9 - Você sabia que não há nenhuma avaliação (exame) do primeiro ao terceiro ano, porque o objetivo da educação é incutir os conceitos e desenvolvimento do caráter, e não apenas o exame e doutrina?
 

10 - Você sabia que num restaurante, com o sistema buffet, as pessoas só se servem do que vão comer e comem tudo? Nenhum alimento é desperdiçado.

11 - Você sabia que os comboios de alta velocidade apresentam, no máximo, um atraso de cerca de 7 segundos por ano? Eles apreciam o valor do tempo, são hiper pontuais, à escala do minuto e segundo.
 
12 - Você sabia que as crianças em idade escolar escovam os dentes e usam fio dental, após as refeições na escola, para aprenderem a manter a sua saúde oral desde cedo?
 

13 - Você sabia que os alunos terminam  as refeições em meia hora para garantir uma boa digestão?
Estes alunos são o futuro do Japão.
 

Quiçá podemos aprender um pouco da cultura, desenvolvimento e a filosofia dos Japoneses.

4
Área Técnica / Carregadores/recuperadores de baterias
« em: 28 de Dezembro de 2009, 19:39 »
"Carregadores práticos e inteligentes para todos os tipos de baterias de chumbo que podem ficar ligados durante longos periodos em modo de impulso de corrente de protecção (regime de manutenção). Não interferem com os componentes electrónicos, não sendo assim necessário desligar a bateria do veículo. Também não produzem faísca, e estão protegidos contra curto-circuitos e inversão de polaridade. Os carregadores CTEK podem carregar baterias sulfatadas ou descarregadas. Mesmo com tensões de rede tão baixas como 170VCA, os carregadores CTEK garantem uma carga perfeita. A gama de carregadores de baterias CTEK está homologada para uso no exterior."


http://www.cardetail.pt/recursos-pt-cardetail/Ctek/Ctek.htm

5
Eventos de outros clubes / Fim dos incentivos ao abate de veículos
« em: 11 de Dezembro de 2009, 16:53 »

Fim dos incentivos ao abate de veículos será "desastre total"

O fim do incentivo ao abate foi conhecido quarta-feira, através da circular 121/2009 do Ministério das Finanças
11/12/2009
votar:
a votar...
2 votos
1 de 10 em Geral
«anterior  seguinte»
Fim dos incentivos ao abate de veículos será

A Associação Nacional do Ramo Automóvel (ARAN) alertou esta sexta-feira que o fim do incentivo fiscal ao abate de veículos em fim de vida, no final deste ano, será um "desastre total" para o sector.

"O fim deste apoio vai representar o desastre total para as empresas do sector automóvel", refere a ARAN, para quem esta era uma "medida fundamental", apesar de "estar longe de ser suficiente para que se obtenham resultados visíveis em termos de recuperação de vendas, ao nível de outros países europeus, como a Alemanha”.

Segundo refere em comunicado, desde que, em Agosto, entrou em vigor a majoração do incentivo fiscal ao abate de veículos em fim de vida (VFV), "embora não se possa falar em recuperação, o que é certo é que as vendas de automóveis tem vindo a conhecer algum relançamento".

Para a ARAN, é "estranho" que "o Governo esqueça as necessidades do presente e esteja já a publicitar a criação de incentivos para a produção e comercialização de veículos eléctricos, que só terão efeito no futuro".

"O incentivo fiscal ao abate de veículos em fim de vida já permitiu que milhares de viaturas extremamente poluidoras deixassem de circular, sendo substituídas por automóveis mais seguros e limpos ambientalmente", destaca.

O fim do incentivo ao abate foi conhecido quarta-feira, através da circular 121/2009 do Ministério das Finanças.


http://www.autoportal.iol.pt/noticias/geral/fim-dos-incentivos-ao-abate-de-veiculos-sera-desastre-total

6
Eventos de outros clubes / 6h Braga - 2009
« em: 29 de Novembro de 2009, 18:02 »

Domingo, 6 de Dezembro, terão lugar as 6 Horas de Resistência de Clássicos de Braga a partir das 10h00 e com final agendado para as 16h00.

Alguém vai?

7
Desporto Motorizado / Os saudosos anos das GP500
« em: 15 de Novembro de 2009, 19:36 »
Os saudosos anos das GP500

Kevin Schwantz Vs Wayne Rainey

Kevin Schwantz Vs Wayne Rainey

Schwantz-Rainey Hockenheim 91

Schwantz vs Rainey donnington(1991)

Mick Doohan 1o

500cc 1991 Suzuka Final Lap

Homenaje a Wayne Rainey

1988suzukaGP Kevin Schwantz vs Wayne Michael Gardner 1of3


Hall of Fame - GP 500 ( 1949 - 2001 )

•  2001 - Valentino Rossi (Honda) GP 500
•  2000 - Kenny ROBERTS Jr. (Suzuki) GP 500
•  1999 - Alex CRIVILLE (Honda) GP 500
•  1998 - Mick DOOHAN (Honda) GP 500
•  1997 - Mick DOOHAN (Honda) GP 500
•  1996 - Mick DOOHAN (Honda) GP 500
•  1995 - Mick DOOHAN (Honda) GP 500
•  1994 - Mick DOOHAN (Honda) GP 500
•  1993 - Kevin SCHWANTZ (Suzuki) GP 500
•  1992 - Wayne RAINEY (Yamaha) GP 500
•  1991 - Wayne RAINEY (Yamaha) GP 500
•  1990 - Wayne RAINEY (Yamaha) GP 500
•  1989 - Eddie LAWSON (Honda) GP 500
•  1988 - Eddie LAWSON (Yamaha) GP 500
•  1987 - Wayne GARDNER (Honda) GP 500
•  1986 - Eddie LAWSON (Yamaha) GP 500
•  1985 - Freddie SPENCER (Honda) GP 500
•  1984 - Eddie LAWSON (Yamaha) GP 500
•  1983 - Freddie SPENCER (Honda) GP 500
•  1982 - Franco UNCINI (Suzuki) GP 500
•  1981 - Marco LUCCHINELLI (Suzuki) GP 500
•  1980 - Kenny ROBERTS (Yamaha) GP 500
•  1979 - Kenny ROBERTS (Yamaha) GP 500
•  1978 - Kenny ROBERTS (Yamaha) GP 500
•  1977 - Barry SHEENE (Suzuki) GP 500
•  1976 - Barry SHEENE (Suzuki) GP 500
•  1975 - Giacomo AGOSTINI (Yamaha) GP 500
•  1974 - Phil READ (MV Agusta) GP 500
•  1973 - Phil READ (MV Agusta) GP 500
•  1972 - Giacomo AGOSTINI (MV Agusta) GP 500
•  1971 - Giacomo AGOSTINI (MV Agusta) GP 500
•  1970 - Giacomo AGOSTINI (MV Agusta) GP 500
•  1969 - Giacomo AGOSTINI (MV Agusta) GP 500
•  1968 - Giacomo AGOSTINI (MV Agusta) GP 500
•  1967 - Giacomo AGOSTINI (MV Agusta) GP 500
•  1966 - Giacomo AGOSTINI (MV Agusta) GP 500
•  1965 - Mike HAILWOOD (MV Agusta) GP 500
•  1964 - Mike HAILWOOD (MV Agusta) GP 500
•  1963 - Mike HAILWOOD (MV Agusta) GP 500
•  1962 - Mike HAILWOOD (MV Agusta) GP 500
•  1961 - Gary HOCKING (MV Agusta) GP 500
•  1960 - John SURTEES (MV Agusta) GP 500
•  1959 - John SURTEES (MV Agusta) GP 500
•  1958 - John SURTEES (MV Agusta) GP 500
•  1957 - Libero LIBERATI (Gilera) GP 500
•  1956 - John SURTEES (MV Agusta) GP 500
•  1955 - Geoff DUKE (Gilera) GP 500
•  1954 - Geoff DUKE (Gilera) GP 500
•  1953 - Geoff DUKE (Gilera) GP 500
•  1952 - Umberto MASETTI (Gilera) GP 500
•  1951 - Geoff DUKE (Norton) GP 500
•  1950 - Umberto MASETTI (Gilera) GP 500
•  1949 - Leslie GRAHAM (AJS) GP 500


Desde 1949, ano de início desta competição as vitórias dividiram-se por várias marcas. Marcadamente assumido o domínio das marcas Italianas e Inglesas até 1974( Gilera 6 campeonatos, AJS 1 campeonato, Norton 1 campeonato e MV Agusta 18 campeonatos) e o domínio absoluto das marcas do país do sol nascente desde 1975 até ao último ano da competição das GP500, 2001, com início do actual MotoGP (Yamaha 10 Campeonatos, Suzuki 6 campeonatos, Honda 11 Campeonatos).

As protagonistas:

Honda NSR500
Yamaha YZR500
Suzuki RGV500

As características comuns a estes modelos eram os motores de aproximadamente 500cc,  tetracilíndricos a dois tempos. Desenvolviam potências á volta dos 200 cavalos nos últimos anos da competição (para quem já andou numa moto desportiva a dois tempos, estes valores são arrepiantes com toda a certeza…)

 O final da década de 80 e a década de 90 com a exposição mediática deste campeonato, valeram aos principais protagonistas o estatuto de ferozes e audazes cavaleiros do asfalto. A competitividade extrema e o equilíbrio das mecânicas coincidiu com alguns dos mais sonantes e valiosos nomes do motociclismo de todos os tempos, para gáudio dos apaixonados da modalidade, que tiveram a oportunidade de assistir a lutas titânicas em pista entre os nomes como Mick DOOHAN, Kevin SCHWANTZ, Wayne RAINEY, Eddie LAWSON, Wayne GARDNER, Freddie SPENCER ...

(continua)

8
Eventos de outros clubes / Informo - Curso de Inglês
« em: 04 de Novembro de 2009, 20:40 »
“Por motivos profissionais não me é possível dar continuidade ao Curso de Inglês no Wall Street Institute (WSI).
Uma vez que já paguei a totalidade do curso (seis níveis) foi-me sugerido que transferisse a minha inscrição para outra pessoa, até porque os cursos neste momento estão mais caros.
O WSI oferece duas semanas de experiência para avaliação do interesse do formando.
Vendo a minha inscrição, que é válida em todo o País onde exista uma sucursal do WSI, por 1200€.

Contacto gb.1977.12@gmail.com”

9

Salvador Caetano vai produzir autocarros eléctricos em Gaia

CaetanoBus pretende aproveitar o lançamento da rede de postos de abastecimento eléctrico
23/10/2009
Salvador Caetano vai produzir autocarros eléctricos em Gaia

A CaetanoBus, empresa detida pela Salvador Caetano e pelo grupo Daimler-Chrysler, prepara-se para produzir um autocarro eléctrico na sua fábrica de Vila Nova de Gaia, aproveitando o lançamento da rede de postos de abastecimento eléctrico, noticia o Diário Económico com base em informação do presidente da empresa, José Ramos.

O desenvolvimento do novo veículo vai implicar um investimento de quatro milhões de euros, explicou o responsável que é também vice-presidente da Toyota Caetano, a joint-venture entre o grupo português e a fabricante japonesa Toyota.

A CaetanoBus prevê que em 2011 arranque a produção do novo autocarro, que se destina aos transportes públicos urbanos mas também para a utilização em aeroportos.


http://www.autoportal.iol.pt/noticias/geral/salvador-caetano-vai-produzir-autocarros-electricos-em-gaia

10
Eventos de outros clubes / Tokyo Motor Show
« em: 21 de Outubro de 2009, 12:58 »

Eléctricos e híbridos substituem bólides ensurdecedores no Tokyo Motor Show


Eléctricos ou híbridos, os veículos limpos e silenciosos substituíram os bólides ensurdecedores no salão automóvel Tokyo Motor Show mostrando que, para o consumidor, o automóvel volta a ser um simples meio de transporte, mais do que um sinal de riqueza
 

No grande encontro automóvel que decorre no Japão desde quarta-feira, as viaturas que respeitam o ambiente são as rainhas, segundo descreve hoje a agência France Press.

As tipologias 4x4 são relegadas para segundo plano e os fabricantes europeus dos vistosos automóveis desportivos, que costumavam ter muito êxito no mercado nipónico, desapareceram praticamente do salão.

Esta transformação do Tokyo Motor Show ilustra, de acordo com os especialistas, a revolução em curso do mercado automóvel japonês e mundial.

«O conceito de automóvel está a modificar-se», explica o analista independente Tatsuya Mizuno, referindo que se até agora o automóvel era visto como um símbolo de status social, hoje em dia «as pessoas compram um carro mais para se mover, e já não pelo seu 'design' ou velocidade».

Uma mutação acelerada com a crise económica e com a ajuda de uma geração de condutores muito mais conscientes dos problemas ambientais.

Entre os veículos amigos do ambiente, no salão nipónico há duas escolas que se demarcam: a dos automóveis eléctricos, com a Nissan e a Mitsubishi Motors, e a dos híbridos, com a Toyota e a Honda.

«O automóvel eléctrico é o veículo ecológico na sua perfeição», sublinhou o presidente executivo da Mitsubishi Motors, Osamu Masuko.

A Nissan, que estima que as viaturas eléctricas representem 10 por cento do mercado mundial em 2020, lançará no próximo ano o modelo Leaf, apresentado pelo presidente executivo Carlos Ghosn como «o primeiro automóvel com zero emissões poluentes no mundo».

A Toyota, por seu turno, tem apostado fortemente nas viaturas híbridas - foi a primeira marca a lançar esta classe de veículos há 12 anos, com o Prius - e expõe nesta feira um modelo que possibilita o recarregamento da bateria em casa, bem como o modelo de luxo híbrido SAI.

Lusa / SOL

11
Subaru apresenta Hybrid Tourer Concept

A Subaru entra na senda dos carros híbridos com a apresentação da carrinha Hybrid Tourer Concept no Salão de Tóquio.


Na base deste modelo estão diversos meses de estudo e desenvolvimento de sistemas como o All-Wheel Drive (AWD), que beneficiará de propulsão híbrida em conjunto com um motor Boxer 2.0l a gasolina de injecção-directa.

O sistema híbrido é composto por dois motores eléctricos, um no eixo dianteiro e outro no traseiro: o primeiro encarrega-se de mover o carro em condução normal, funcionando em consonância com o motor a gasolina, servindo ainda como gerador de energia; o segundo é usado em manobras a baixa velocidade, sem utilização do motor a gasolina. Para além disso, este motor também ajuda durante a aceleração.

A alimentar os dois motores eléctricos está uma bateria de alta performance em lítio, derivada do Subaru Plug-In STELLA, lançado neste Verão, a qual surge combinada com sistemas de gestão de energia. A contribuir para uma maior eficiência está a nova transmissão automática (CVT) apelidada de Lineartronic.

A níevl de design, destaque para as linhas futuristas, com destaque para as portas com abertura ao estilo de 'asas em gaivota', tal como já existe no Mercedes SLS AMG. No interior, o ênfase é dado ao conforto dos passageiros, com a Subaru a conseguir um chão plano do carro e espaço para todos os ocupantes.



http://autosport.aeiou.pt/gen.pl?p=stories&op=view&fokey=as.stories/77219

12


The third generation was released in 1982, certain variants of the second generation were still built for several years after.

The new Hiace was launched as van and the Hiace pickup truck coming later. The cab design was common to the bigger Toyoace light truck, though it had different frontal styling.

The van's model number contains various wheelbase specification information: 50 series vans have short wheelbases, 60 series have long, and 70 series have super long. The pick-up trucks are 80 and 90-series. The Toyota Mobile Lounge, displayed at the 1987 Tokyo Motor Show, is based on the Hiace high-roof Commuter. While the van and Commuter were redesigned in 1989, the pick-up lasted until mid-1990s. This was the last Hiace pick-up.


Currently on Japan's list of the most commonly stolen vehicles the Hiace currently resides at #1. Because of a lack of a theft immobilizer, it is fairly easy to steal a Hiace, as opposed to much more valuable SUVs and sports cars, which have very technical theft deterent systems.

Hiace are also popular forms of transportation used by members of the entertainment business in Hong Kong.


http://en.wikipedia.org/wiki/Toyota_Hiace

13
VW Scirocco movido a biogás

Está a fazer um "excelente" campeonato no Rali da Suécia. Em vez de gasolina, no seu depósito é colocado biogás produzido a partir de excrementos de porco. O resultado, segundo os responsáveis pelo projecto, está a superar todas as expectativas.

http://clix.expresso.pt/video-vw-scirocco-movido-a-biogas=f537609

14

«Algarve Historic Festival» de 16 a 18 de Outubro

O Autódromo Internacional do Algarve pretende ser o maior evento de automóveis históricos da Península Ibérica

«Algarve Historic Festival» de 16 a 18 de Outubro

O Autódromo Internacional do Algarve vai receber no fim-de-semana de 16 a 18 de Outubro, o «Algarve Historic Festival». Este evento, organizado em parceria com o AIA e a FSEventos, pretende ser o maior evento de automóveis históricos da Península Ibérica quer ao nível dos participantes, quer do número de provas ou de categorias.

O programa conta com 16 corridas programadas em 12 categorias distintas num total de aproximadamente 320 equipas inscritas. Para além disso estão ainda agendadas concentrações e desfiles de carros históricos.

Integrar uma prova deste género no calendário de provas do AIA é sem dúvida uma mais-valia como refere Paulo Pinheiro, CEO do Circuito: “Queremos ser palco de todo o tipo de provas. Os carros históricos envolvem um sem número de adeptos pelo que estou certo atrairá muitas pessoas ao nosso circuito mas também à nossa região. É um evento com um enorme impacto a nível internacional e que queremos que seja o maior evento deste género da península ibérica”, disse.

Os bilhetes já se encontram à venda no site do autódromo e os preços variam entre os 10 e os 20 euros.


http://www.autoportal.iol.pt/noticias/desporto/algarve-historic-festival-de-16-a-18-de-outubro

15
Show car é uma evolução radical da fórmula do MX-5 levado às mais puras, básicas e excitantes sensações de condução proporcionadas por um roadster
16/09/2009
votar:
a votar...
4 votos
2 de 10 em Novidades
«anterior  seguinte»
MX-5 Superlight: Mazda recupera filosofia do passado
mais fotos

A Mazda inspirou-se nos roadster's mais puristas do passado e criou o MX-5 Superlight, um show car que é uma das atracções do Salão de Frankfurt e também uma homenagem ao 20º aniversário do descapotável da marca japonesa.

Baseado na terceira geração do roadster Nipónico, este show car é uma evolução radical da fórmula do MX-5 levado às mais puras, básicas e excitantes sensações de condução proporcionadas por um roadster.

A ausência de pára-brisas e as especificações desportivas do chassis são algumas das características do «Superlight», com o objectivo de aumentar ainda mais o sentido de cumplicidade, pertença, entre condutor e carro.

Para animar este interessante estudo, a Mazda optou pelo motor a gasolina MZR 1.8, que equipa a versão de acesso ao convencional MX-5.




http://www.autoportal.iol.pt/noticias/novidades/mazda-recupera-filosofia-do-passado-com-o-mx-5-superlight

Páginas: [1] 2 3 ... 8