Mostrar Mensagens

Esta secção permite-lhe ver todas as mensagens colocadas por este membro. De realçar que apenas pode ver as mensagens colocadas em zonas em que você tem acesso.


Tópicos - Fast Peter

Páginas: [1]
1
Desporto Motorizado / Toyota aposta nos Starlet
« em: 05 de Fevereiro de 2010, 02:13 »


Citar
A Toyota Caetano Portugal vai continuar a apostar no Campeonato Português de Circuito de Clássicos, inscrevendo o Toyota Starlet para João Ramos.

José Mendonça, o responsável pelo Departamento de Competições da Toyota em Portugal, confirmou ao SportMotores.com a continuidade do projecto, mas outras novidades poderão sair das oficinas de Vila Nova de Gaia para a próxima temporada. "Neste momento ainda só está definido continuarmos no CPCC 1300, temos outros projectos que só daqui a mais alguns dias serão ou não para avançar", explicou Mendonça.

Ainda no que respeita ao projecto do Starlet, recorde-se que este modelo preparado para uma das categorias mais competitivas da época, a B1, sagrou-se campeão em três anos consecutivos 81, 82 e 83. Neste último ano (1983) a Toyota marcou a história do panorama de competição nacional ao arrancar com o Troféu Starlet. Mas, este modelo não se afirmou apenas nas pistas em 79, 80 e 81 sendo também campeão nacional de Ralis.


http://www.sportmotores.com/

2
Apresentação dos membros / Apresentação
« em: 01 de Maio de 2004, 05:06 »
Oi!:[fixe]  

O meu nome é Pedro Roldão, sou da Marinha Grande e tenho 21 anos.

Sou fã dos carros japoneses, com uma preferência para os Toyota (sejam eles novos ou antigos) Até há bem pouco tempo não tinha carro próprio, mas quando surgiu a oportunidade não hesitei e comprei o carro que desde criança sempre gostei. Um Toyota Corolla GT-i ( AE92 de 1988 ) :[drive]  
Está em bom estado, precisa só de uns retoques para ficar como eu quero.

Aqui ficam umas fotos do "Bogas"




Espero que as imagens apareçam... :assobio]  
O AE92 já considerado um JA? ou nem por isso? :[humm]   ;)  

Já agora, não vou poder ir ao encontro dia 9 de Maio...:(  

Boas!!!:[burnout]    

Edited by: Fast Peter  at: 30/4/04 23:08

3
Galeria de Modelos / Toyota - Celica T160 (4ªgeração)
« em: 24 de Fevereiro de 2008, 02:32 »
Já tem vinte anitos este modelo, acho que já fica bem ter aqui qualquer coisa








4
Galeria de Modelos / TOYOTA - Corolla W.R.C.
« em: 04 de Janeiro de 2006, 06:13 »
TOYOTA COROLLA
WORLD RALLY CAR

O Toyota Corolla WRC começou a ser idealizado em Fevereiro de 1996.



“Nessa altura as 16 pessoas que formavam o nosso grupo de pesquisa e desenvolvimento iniciaram reuniões diárias para tomar decisões.” Disse o responsável técnico da TTE Dagobert Rohrer. Acrescentou ainda: “Em ritmo de cruzeiro essas reuniões passaram a semanais, porque todos sabiam o que tinham de fazer e os problemas que tinham de solucionar face às características base do novo Corolla com o qual estávamos a trabalhar.”

Em termos de carroçarias a TTE optou pela versão hatchback que oferecia a estrutura com maior rigidez. Outro desafio da TTE passou pelo facto de até aquela altura ser o WRC com a mais pequena distância entre eixos que todos quanto disputavam o mundial. Deste modo era de esperar que a estabilidade direccional fosse prejudicada em curvas rápidas. “Deste modo começamos a trabalhar no sentido de baixar o centro de gravidade. É certo que o Corolla tem as rodas nos extremos da carroçaria, o que é uma vantagem, mas o motor está colocado numa posição muito avançada, o que faz com que a repartição de massas esteja longe de ser a ideal.” Para resolver estes problemas a TTE aproveitou os limites do regulamento WRC e foram colocados na traseira vários elementos como a roda suplente, o depósito de combustível de 80 litros, o radiador para refrigeração do circuito hidráulico, bem como um reservatório de 35 litros de água.



Na versão base Corolla, a repartição de pesos é de 60% à frente e 40% atrás. No WRC a TTE conseguiu um compromisso na ordem dos 54.4% à frente e 45,6% atrás. Face ao anterior Celica GT-Four foi um grande avanço.

Outra grande vantagem do Corolla WRC em relação ao Celica é o desenho das cavas das rodas, desta forma maximizou-se o curso da suspensão que passa a ser de 210mm no Corolla WRC em quanto que no Celica este valor era de 185mm e como disse Dagobert Rohrer “ quando isso era possível!”

As vias do Corolla são mais estreitas que as do anterior Celica e a suspensão é assegurada pelo sistema McPherson triangulados com amortecedres Ohlins com reservatórios de óleo separados.

Como diz Dagobert Rohrer: “As vias são de 1564mm à frente e 1556mm atrás, o que é ideal para troços de terra, pelo que face aos regulamentos temos uma margem de 100mm que podemos utilizar em todo ou em parte nos ralis de asfalto.
O diferencial dianteiro é gerido electronicamente, o diferencial central blocado e o diferencial traseiro mecânico, com a repartição de potência entre os dois eixos a ser repartida por uma embraiagem (hang-on cluch). A nova caixa de velocidades sequencial de accionamento hidráulico foi desenvolvida em colaboração com a X-Trac. Para engrenar uma velocidade mais elevada basta um leve puxão num Joystick colocado no lado direito do volante, enquanto que para reduzir basta um leve empurrão.



No futuro será possível fazer variar o bloqueamento dos três diferenciais, graças a um circuito hidráulico comandado por uma central electrónica única, mas no início preferimos mantermo-nos fieis à solução que se revelou eficaz no Celica.”

A embraiagem é automática e permite que o piloto não tire o pé do acelerador enquanto faz uma passagem de caixa. No Corolla WRC uma passagem de caixa demora apenas cerca de seis centésimos de segundo.
Para o desenvolvimento do Corolla WRC, a TTE teve sempre as palavras simplicidade e sofisticação em mente.
O objectivo era utilizar a tecnologia ao máximo, desde que aplicada da forma menos complexa possível. Assim a TTE utilizou dois sistemas hidráulicos com apenas uma bomba de dois níveis e dois circuitos.

Falando da gestão electrónica, Dagobert Rohrer refere que a alimentação está centralizada num “power management unit”. A cablagem está unificada e uma única central electrónica está encarregue da sua gestão através de uma programação altamente sofisticada. Como exemplo, na travessia de um rio, se a pressão da água impedir uma ventoinha da refrigeração de funcionar, será desligada automaticamente para depois ser ligada também automaticamente. Com soluções deste género os fusíveis são suprimidos.



FICHA TÉCNICA
MOTOR: ( 3S-GTE )

4 cilindros em linha DOHC 16v montado transversalmente.
1972,3 centimetros cúbicos

300Cv/5700rpm
510Nm/4000rpm
Max rpm’s 7200rpm
Injecção DENSO EFI, e turbo Toyota CT20

DIMENSÕES

Comprimento: 4100
Largura: 1770
Altura: 1365
Entre Eixos: 2488

IMAGENS!!! (Cliquem para aumentar)

Apresentação do carro.


Equipa de pilotos


Em acção.
MONTE CARLO



SUÉCIA



SAFARI



PORTUGAL



CATALUNHA



CORSEGA



ARGENTINA



ACROPOLE



NOVA ZELÂNDIA



FINLANDIA (1000 lagos)



CHINA



SAN REMO



AUSTRALIA



Grã Bertanha ( RAC )



Post realizado por FastPeter para Toyotistas.com e agora partilhado aqui aos Amigos dos Japoneses Antigos.

Edited by: Umtali at: 28/10/07 1:05

5
Galeria de Modelos / TOYOTA - Corolla Gti16 (AE92)
« em: 01 de Dezembro de 2004, 19:58 »








Espero que gostem.
Obrigado ao Joel TwinCam16V que me digitalizou o catálogo ;)    

Edited by: Umtali at: 28/10/07 0:50

6
Área Técnica / Chaufagem Corolla EE90 / AE92
« em: 21 de Outubro de 2006, 07:04 »
Tive à procura e penso que não há nenhum tópico semelhante.

A chaufagem (será que é assim que se escreve?) do meu AE92 só aquece quando está mesmo no máximo e até aquece bastante bem, mas nas restantes posições, mesmo já dentro da zona vermelha nunca aquece, só perto do máximo é que se nota algum calor e no máximo manda ar mesmo quente

É normal este comportamento? Não deveria ter um aquecimento mais linear?
Ele sempre foi assim mas não sei se será normal.

Alguém me pode elucidar?
Obrigado:[fixe]  


PS: Meti EE90 / AE92 no nome porque acho que os sistemas devem ser iguais.

Edited by: Fast Peter  at: 21/10/06 1:06

Páginas: [1]