Autor Tópico: PINTURA GERAL EM ESTUFA  (Lida 4147 vezes)

ROGER MORGAN

  • Visitante
Pintura
« Responder #15 em: 09 de Junho de 2004, 15:41 »
Sou apologista do desempeno manual em detrimento do da máquina, pois aquele permite uma maior sensibilidade no alinhamento das curvas, dos vincos, da continuidade etc.

Desconheço a existência de métodos de prevenção que não sejam o de um bom profissional com gosto naquilo que faz seja em novo ou velho, mas admito que os possa haver.

Importante também é a limpeza, lixagem e desengordoramento da base antes da aplicação da pintura de forma a termos revestimentos bem aderentes.


Offline prelude guy

  • Nivel 4
  • Classificados
  • *
  • Mensagens: 3293
    • Ver Perfil
Pintura
« Responder #16 em: 09 de Junho de 2004, 22:07 »
Ora vivam.
O "desaparecido" está novamente de volta (eu vou andando por aqui mas só mesmo a deitar os mirones).
O Prelude continua em "obras". Tambores rectificados e miolo do radiador novo... bolas, parece que falta sempre mais alguma coisa...
Mas, o gozo é mesmo esse, não é:[fun] .

Roger,
tenho aqui oportunidade de me redimir dos teus conselhos de há uns tempos atrás.
Só ainda não respondi porque quis confirmar primeiro :pensador] .
O meu pai (como alguns AJA saberão) possui uma pequena oficina de bate-chapa e pintura.
O meu Prelude (ver fotos "por aí") pode servir de exemplo (embora como "filho do patrão" eu tenha um tratamento mais a despachar que um cliente :( .
A cabina de pintura é em alvenaria; tem umas portas tipo "Câmara frigorífica"; umas grelhas no fundo, debaixo das quais está água; um corredor de filtros no tecto e um "braseiro" que põe tudo aquilo a + 50º em menos de 3 tempos. Água nas paredes é que não há.
De tudo o que falaste (casca de laranja, afundamento, etc.) só a queda de algum grão de poeira é que é um risco... mas que é sempre possível de ser retirado, pelo que me disseram.
O pintor já teve uma experiência de Pintura de um Fiat 124... portanto sabe do que estamos a falar.

A oficina fica em Peniche (acho que dentro da área indicada por ti).
Se estiveres interessado, deixo aqui o meu contacto:
Luís Duarte 91 406 60 81 :[Kolmi] .

Um abraço a todos:[fixe]  

Toyota Celica 1973 vs. Honda Prelude 1982
Luís Duarte (Associado AJA #25)

ROGER MORGAN

  • Visitante
RE:
« Responder #17 em: 10 de Junho de 2004, 05:44 »
Primeiro ninguém aqui no AJA me deve algo.

Depois muito obrigado pela tua dica. É uma hipótese a considerar mas há o problema da necessidade de 4 reboques entre o Cartaxo e Peniche, pois o carro será primeiramente pintado os seua interiores, a parte de baixo, a mala e o compartimento do motor.

Depois é montada toda a mecânica e suspensões e novamente pintura da parte exterior.

Está previsto ser assim mas ainda está tudo em aberto.

Depois por telefone dir-te-ei algo. Um muito obrigado.  


Offline prelude guy

  • Nivel 4
  • Classificados
  • *
  • Mensagens: 3293
    • Ver Perfil
PITURA
« Responder #18 em: 11 de Junho de 2004, 20:51 »
O.K.
Fico às ordens. :[acclaim] .
Com a experiência que todos já percebemos que tens destes "Restauros de Fundo", certamente encontrarás a melhor solução :[boleia] .

??? 4 Reboques??? Mas não era um Opel "qualquer coisa" de passageiros dos anos 70???
:[hihih]  

Toyota Celica 1973 vs. Honda Prelude 1982
Luís Duarte (Associado AJA #25)

ROGER MORGAN

  • Visitante
Re:Pintura geral em estufa
« Responder #19 em: 14 de Junho de 2004, 10:50 »
Pois mas sem rodas e qualquer mecânica montada só é esqueleto que não dá para passageiros..... e será só isso que vai para a pintura na 1ª fase e lá está um reboque de ida e outro de regresso.

Depois montagem das suspensões e mecânica e sem interiores ou portas, para lamas, tampa da mala e capot montados novo reboque para o resto da pintura e mais ir e voltar faz 4 reboques no total.


O outro dia, num fim de semana, ao passar na EN 10 na Castanheira do Ribatejo vi uma oficina, com bom aspecto exterior, cuja propaganda falava numa estufa de pintura com cortina.

Esta última sexta-feira, aproveitando a minha "ponte" fui, lá para ver e "cheirar" o ambiente, ver obra feita etc. e encontrei a dita oficina fechada.

Pergunta ali e acolá nos arredores e como resultado a informação que obtive é que faziam sim senhor e bem a pintura ..... mas fecharam há dois meses por falta de fregueses :[burrodocara] :[burrodocara]  :[burrodocara] .

Mais ou menos em frente vi uma outra oficina que tem uma estufa de pintura, onde está a trabalhar um ex-trabalhador da que fechou, mas pelo que lá vi no interior da estufa nem perguntei nada.

Estufa de pintura é como um bloco operatório tem de estar imaculada na sua limpeza o isso não era o caso.:[burrodocara]  nem de perto :[mantafudide] .


Offline Kaizen

  • Yume no Chikara
  • Administrador
  • Classificados
  • *****
  • Mensagens: 16387
    • Ver Perfil
    • AJA
Re: PINTURA GERAL EM ESTUFA
« Responder #20 em: 18 de Junho de 2004, 05:55 »
Alguns carros mais recentes têm nas embaladeiras, ou em pequenas partes das embaladeiras uma especie de pelicula por cima da chapa. Normalmente ou é preta a constrastar ou é mesmo á cor da carroçaria, como se chama e de que é feita essa pelicula?


1º Passeio do AJA em Regularidade - Aveiro 26 de Junho

Rui Coelho
Associado AJA Nº1

Offline nunoturbo

  • Classificados
  • *
  • Mensagens: 9006
    • Ver Perfil
Re: PINTURA GERAL EM ESTUFA
« Responder #21 em: 18 de Junho de 2004, 15:50 »
De facto essa película que me parece ser de plástico, autocolante, bastante resistente é normalmente utilizada nas embaladeiras e em alguns casos no inicio dos arcos dos guarda lamas traseiros para evitar que areias e pedras "piquem" a pintura. Dá um aspecto mais "clean" ao carro mas faz o mesmo efeito que fazia o anti-gravilha nos carros mais antigos.



Old Jap's never die...'cos some clotheads keep bodgin' 'em back together...

Membro do AJA desde 2003
Sócio Fundador n.º3

Woody PT

  • Visitante
Re: PINTURA GERAL EM ESTUFA
« Responder #22 em: 21 de Junho de 2004, 16:42 »
Essa pelicula julgo ser tinta, mais espessa e resistente.
Já a utilizei e é justamente por uma questão de resistencia ás pedras e gravilha.
Simpesmente só pode mesmo ser usada em zonas tipo embaladeiras ou no fundo do carro, por ser muito pouco flexível e aderente.


NunoTurbo, o "anti-gravilha" é algo recente.
Nos carros antigos usava-se um revestimento de base asfaltica (o resultado tem uma aparencia semelhante), conhecido como "Flit-coat" (o nome da marca mais popular).
;)  


ROGER MORGAN

  • Visitante
Pintura
« Responder #23 em: 21 de Junho de 2004, 18:07 »
Wrong.

Is the 3M product and is very expensive indeed