Autor Tópico: WEC - World Endurance Championship - Le Mans series  (Lida 3659 vezes)

Offline nunoturbo

  • Classificados
  • *
  • Mensagens: 9007
  • Liked: 0
    • Ver Perfil
WEC - World Endurance Championship - Le Mans series
« em: 24 de Janeiro de 2008, 15:30 »
24h Le Mans: Toyota vai regressar com um híbrido
Data: 19/01/2008 18:01

Segundo a edição de hoje do jornal Yomiuri Shimbun, citando um alto responsável da marca nipónica, a Toyota irá regressar às 24 horas de Le Mans com uma viatura híbrida.

"Audi provou a superioridade da sua próxima geração de automóveis diesel em Le Mans. A Toyota vai fazer o mesmo, mas com a tecnologia híbrida", declarou ao jornal um alto responsável da Toyota Motor Corp. (TMC), que não disse como e quando é que esses planos irão avançar.

Esta semana, o fabricante japonês, através do presidente da multinacional, Katsuaki Watanabe, anunciou que prevê apresentar em Janeiro de 2009, durante a edição do Salão Internacional Automóvel de Detroit, dois novos modelos híbridos, um da marca Toyota e outro da Lexus. A Toyota correu pela última vez a nível oficial em La Sarthe em 1999, tendo obtido um 2º lugar.

No mês de Julho, no circuito de Paul Ricard, a Toyota Motorsport efectuou teste com um GT-One (na foto) com um motor de laboratório instalado. A Toyota escusa-se a fornecer informações, mas é de acreditar que se avançar com o projecto, o carro será construído em Colónia, no mesmo sitio aonde nascem os F1.

15 dias depois do teste, a Toyota escreveu história no automobilismo mundial, ao vencer as 24 horas de Tokachi com um híbrido. O português André Couto foi um dos pilotos que levou o Toyota Supra HV-R, com um motor híbrido 3UZ-FE V8 (base do motor Toyota do Super GT) de 4,480cc, à vitória na clássica de endurance do país do sol nascente.
       
Sérgio Fonseca

<!--EZCODE LINK START--><a href="http://193.126.231.100/sportmotores2003/do?com=DS;4193512300;101;+PAGE(1002)++K-NOTICIA(22034);">193.126.231.100/sportmotores2003/do?com=DS;4193512300;101;+PAGE(1002)++K-NOTICIA(22034);</a><!--EZCODE LINK END--> <p>ESPÍRITO AJA - Primeiro estranha-se, depois ENTRANHA-SE!!!!
-------------------
Sócio AJA n.º3
Direcção do AJA/Dep. Tesouraria

</p>
« Última modificação: 17 de Setembro de 2014, 15:18 por Kaizen »
Membro do AJA desde 2003
Sócio Fundador n.º3

Offline Helder Nuno

  • Nivel 4
  • Classificados
  • *
  • Mensagens: 719
  • Liked: 0
    • Ver Perfil
    • Hobby Motors
WEC - World Endurance Championship - Nissan
« Responder #1 em: 06 de Abril de 2012, 20:36 »
Nissan Portugal


«Batman vai a Le Mans»

 «Será possível correr em Le Mans com metade do combustível, metade do peso, metade da potência e uma performance semelhante? A Nissan e a americana DeltaWing acreditam que sim, e juntaram forças num projeto que promete revolucionar o desporto automóvel do século XXI».

 Para ler o artigo completo da última edição do Autosport, entre no seguinte link:

http://pt.scribd.com/doc/​88264894/​NISSAN-DELTAWING-NO-AUTOSPO​RT





« Última modificação: 17 de Setembro de 2014, 15:01 por Kaizen »

Offline Helder Nuno

  • Nivel 4
  • Classificados
  • *
  • Mensagens: 719
  • Liked: 0
    • Ver Perfil
    • Hobby Motors
Nissan em Le Mans 24h: Qualifying Day 1
« Responder #2 em: 15 de Junho de 2012, 08:50 »


Nissan at Le Mans 24h: Qualifying Day 1
« Última modificação: 15 de Junho de 2012, 08:51 por Helder Nuno »

Offline Camry 2200

  • Moderador Global
  • Classificados
  • *****
  • Mensagens: 1795
  • Liked: 0
    • Ver Perfil
    • ITÊUM
TOYOTA RACING NUMA NOVA ERA COM O TS040 HYBRID
« Responder #3 em: 05 de Abril de 2014, 22:57 »
Fonte: Caetano Auto - Setúbal


A TOYOTA Racing anunciou o novo TS040 HYBRID e a equipa de pilotos com que vai alinhar no Campeonato do Mundo de Resistência FIA 2014 (WEC), marcando uma nova era no desporto automóvel, com carros híbridos.



Com 480 CV provenientes da potência elétrica obtida nas quatro rodas juntando aos 520 CV do motor V8 a gasolina de 3.7 litros, o TS040 HYBRID, totaliza uma potência de 1000 CV. Este valor só foi possível alcançar com a aplicação da mais avançada tecnologia híbrida usada em competição automóvel.
 
A passagem a um sistema de tração híbrida às quatro rodas assinala o regresso da TOYOTA a um conceito que fez parte do desenvolvimento de veículos híbridos desde 2007, ano em que o Toyota Supra HV-R, também de quatro rodas motrizes, se tornou o primeiro veículo híbrido a vencer uma corrida de resistência, as 24 Horas de Tokachi.

O novo Sistema de Propulsão de Competição TOYOTA HYBRID foi especificamente desenvolvido para cumprir com os novos regulamentos do WEC, os quais dão especial importância à economia de combustível. Um dos principais desafios foi obter uma redução de 25% no consumo de combustível comparativamente com a temporada de 2013, podendo as poupanças serem resultado de maior eficiência aerodinâmica, do sistema de propulsão e até mesmo do modo de condução.
 
Um medidor de fluxo de combustível vai permitir à organização controlar o gasto de combustível com extrema precisão havendo lugar a sanções, no caso do consumo médio exceder os limites definidos ao longo de 3 voltas. O combustível permitido a bordo é determinado pelo nível da capacidade híbrida com que cada equipa se comprometer; a TOYOTA Racing optou por uma capacidade híbrida 6MJ por volta no circuito de Le Mans.

Trabalhando em conjunto com o parceiro de combustíveis TOTAL, os engenheiros da TOYOTA Racing conseguiram mais eficiência e melhorar as performances através da utilização de lubrificantes desta empresa especializada. Os novos e mais tolerantes regulamentos permitiram que a TOYOTA Racing conseguisse um grande incremento da potência híbrida, através de um motorgerador AISIN AW no eixo dianteiro utilizado para complementar a ação da unidade DENSO colocado no eixo traseiro. Em desaceleração, o motor/gerador ajuda à travagem, em combinação com os travões mecânicos convencionais, de forma a gerar energia a qual é depois transferida através do inversor (AISIN AW na dianteira, DENSO na traseira) para
um super-condensador NISSHINBO. Na fase de aceleração, o motor/gerador reverte a sua função, atuando como motor elétrico gerando um incremento de potência de 480 CV.

A essa potência elétrica às quatro rodas junta-se a proveniente do motor V8 atmosférico nas rodas traseiras. Todos os motores do TS040 HYBRID foram desenvolvidos pela Divisão de Competição no centro técnico de Higashifuji, local onde está a ser desenvolvida a próxima geração de tecnologia híbrida a aplicar nos futuros Toyota de série.


Os conhecimentos obtidos com o TS030 HYBRID estão a ser utilizados para melhorar os híbridos de estrada da Toyota. Um dos principais objetivos da competição no WEC, e proporcionar um “laboratório de ensaio” da tecnologia para que esta, passe dos circuitos para as estradas públicas. A Toyota já comercializou mais de 6 milhões de veículos híbridos de produção em série desde o lançamento do original Prius, em 1997.

O chassis do TS040 HYBRID foi desenhado, desenvolvido, fabricado e afinado pela TOYOTA Motorsport GmbH (TMG), em Colónia. Este constitui uma enorme evolução em relação ao TS030 HYBRID, cumprindo com as alterações aos regulamentos que passam a determinar que a largura máxima seja reduzida em 10 cm, para além de introduzir uma série de novos elementos de segurança.

A aerodinâmica foi um elemento que teve especial atenção. Os fluxos de ar em torno da carroçaria contribuíram para reduzir a resistência à passagem do ar e para melhorar a economia de combustível como também aumentar a carga aerodinâmica sobre a carroçaria e, logo, os níveis de aderência de forma a compensar o facto de os pneus serem 5 cm mais estreitos do que os usados em 2013.

O intenso trabalho de desenvolvimento realizado nos avançados túneis de vento da TMG resultou num design de carroçaria eficiente e, que por outro lado, consegue ser extremamente leve graças aos sofisticados materiais compósitos utilizados e aos evoluídos processos de produção. O constante trabalho de simulação e de cálculos feito na TMG permitiu refinar o
TS040 HYBRID, utilizando tecnologia hardware-in-the-loop possibilitou o teste de componentes individuais com base nos dados recolhidos em pista, assim como recalcular a sua resistência com novo desenho a partir de simulação em computador.

Estas tecnologias de ponta são significativamente mais eficientes do que os testes de pista, permitindo que os engenheiros da TMG possam continuar a otimizar e adaptar todos os aspetos do chassis e configuração geral do TS040 HYBRID de uma forma mais rápida e eficaz.
 
A equipa de pilotos sofreu uma pequena alteração com Alex Wurz, Stéphane Sarrazin e Kazuki Nakajima no carro #7, enquanto Anthony Davidson, Nicolas Lapierre e Sébastien Buemi partilham o #8.

O TS040 HYBRID fez a sua estreia em pista em Paul Ricard no passado dia 21 de Janeiro e, de então para cá, já efetuou 12 dias de testes por toda a Europa, cumprindo mais de 18.000 km.

Depois do prólogo de 2 dias em Paul Ricard, que se inicia amanhã, a equipa tem planos para levar a cabo uma outra sessão, antes das 6 Horas de Silverstone, onde vai competir contra as equipas da Audi e da Porsche pela primeira vez em 2014.


Yoshiaki Kinoshita, Presidente da Equipa: “Estamos ansiosos que comece a nossa 3ª temporada no Campeonato do Mundo de Resistência FIA! Temos como objetivo a realização de um sonho…vencer em Le Mans e também o próprio Campeonato do Mundo de Resistência. Temos empenhado bastante para cumprir os novos regulamentos, que fazem com que as corridas de resistência se tenham tornado a disciplina de competição de topo mais próxima da tecnologia dos carros de estrada. Em complemento temos ainda um novo rival! Estamos cheios de
vontade de competir com a Porsche e também com os nossos já conhecidos concorrentes da Audi. Como equipa aprendemos muito nestas duas primeiras temporadas no WEC e todo este know-how foi injetado no novo TS040 HYBRID, que é o TOYOTA tecnologicamente mais avançado que alguma vez competiu em pista. Consideramos que é muito importante que o nosso programa de competição contribua para as demais atividades da TOYOTA pelo que me sinto muito orgulhoso que os nossos conhecimentos e tecnologias sejam regularmente
passados do nosso programa de corridas para os colegas de Investigação & Desenvolvimento – R&D, que trabalham para fazer grandes carros acessíveis ao público no futuro.”
.

Hisatake Murata, Diretor Geral da Divisão de Desenvolvimento de Competição: “O Sistema TOYOTA HYBRID de Competição foi significativamente melhorado devido aos desafios colocados pelos novos regulamentos. Os regulamentos exigiam uma grande redução no consumo de combustível mas, para que pudéssemos continuar a ser competitivos, quisemos naturalmente manter o nível de potência dos nossos carros; reduzir consumos através da redução de rendimento não é uma opção realista. Encarámos diversas possibilidades até concluirmos que a solução mais apropriada para o TS seroa o aumento da cilindrada do motor para favorecer a eficiência do calor ao mesmo tempo que melhorámos o sistema híbrido. Para gerar a força de travagem regenerativa necessária considerámos optar por uma maior capacidade híbrida, e apesar de estar disponível ainda mais energia, acabamos por escolher o nível 6MJ
porque acima desse nível teríamos efeitos negativos nos tempos por volta devido ao incremento do peso. O motor-gerador traseiro não era suficiente para podermos recuperar essa quantidade de energia em travagem e por isso decidimos regressar ao conceito de híbrido de quatro rodas motrizes em que tínhamos trabalhado entre 2007 e 2011, antes dos regulamentos terem limitado a potência híbrida a intervir num único eixo. Com os 1000 cv disponíveis obtivemos prestações muito impressionantes e mantivemos o sistema dentro dos objetivos de peso que definimos. Agora chegou o momento de ver o que realmente conseguimos fazer contra os nossos principais concorrentes.”
.

Pascal Vasselon, Diretor Técnico: “Começámos os estudos iniciais e simulações imediatamente depois da ACO (organização) ter anunciado os primeiros elementos do regulamento sensivelmente a meio de 2012 e, na temporada passada, dedicámos muitos dos nossos recursos disponíveis ao desenvolvimento do TS040 HYBRID. Em termos do conceito da  aerodinâmica e do chassis, o TS040 HYBRID constitui uma profunda evolução relativamente ao TS030 HYBRID, considerando as novas dimensões estipuladas pelos regulamentos e implementando os conhecimentos que colhemos nos últimos dois anos de envolvimento no WEC. Os novos regulamentos criam sempre novos desafios, e para 2014 tínhamos de mudar tanto em tão pouco tempo com alterações profundas tanto em termos do chassis como na motorização. O principal desafio foi conseguir fazer um carro mais complexo e com mais hardware híbrido e, ao mesmo tempo, reduzir significativamente o seu peso devido a uma exigência na diminuição do peso mínimo em 45 kg. Este objetivo tornou-se uma verdadeira dor de cabeça mas, por fim, conseguimos chegar aos nossos objetivos graças à utilização de materiais muito leves e a processos de otimização de design.”.

Calendário do Campeonato do Mundo de Resistência FIA 2014:

20 Abril     - 6 Horas de Silverstone (GB)
3 Maio       - 6 Horas de Spa-Francorchamps (Bégica)
14 Junho     - 24 Horas de Le Mans (França)
20 Setembro  - 6 Horas do Circuito das Américas (EUA)
12 Outubro   - 6 Horas de Fuji (Japão)
2 Novembro   - 6 Horas de Xangai (China)
15 Novembro  - 6 Horas do Bahrain
30 Novembro  - 6 Horas de São Paulo (Brasil)
Miguel Vale - Associado AJA Nº69

Offline David C.

  • Classificados
  • *
  • Mensagens: 46
  • Liked: 0
    • Ver Perfil
Re: TOYOTA RACING NUMA NOVA ERA COM O TS040 HYBRID
« Responder #4 em: 07 de Abril de 2014, 20:06 »
Espero que consiga vencer os Audi  :dance:

Offline s 800

  • Moderador Global
  • Classificados
  • *****
  • Mensagens: 2726
  • Liked: 0
    • Ver Perfil
Re: TOYOTA RACING NUMA NOVA ERA COM O TS040 HYBRID
« Responder #5 em: 20 de Abril de 2014, 22:08 »
Em Silverstone... 1º e 2º !
A "coisa" começou bem !
Sócio AJA nº 6

Offline CelicaGTI

  • Nivel 4
  • Classificados
  • *
  • Mensagens: 1381
  • Liked: 0
    • Ver Perfil
Re: TOYOTA RACING NUMA NOVA ERA COM O TS040 HYBRID
« Responder #6 em: 23 de Abril de 2014, 13:38 »

Apesar de não tirar o mérito à Toyota, o facto é que gostei muito do andamento da Porsche...promete!

Estão todos muito equilibrados e espera-se que na prova de Spa a coisa aqueça  :dance:

Se já gostava muito do campeonato, agora ainda mais!

A F1 está a perder pontos  8)


Offline s 800

  • Moderador Global
  • Classificados
  • *****
  • Mensagens: 2726
  • Liked: 0
    • Ver Perfil
Re: TOYOTA RACING NUMA NOVA ERA COM O TS040 HYBRID
« Responder #7 em: 03 de Maio de 2014, 19:11 »
1º e 3º  - A "coisa" começa a aquecer...

Já deve haver orelhas a arder para os lados dos subditos da Mrs Merkel

Falamos depois de Le Mans.


Sócio AJA nº 6

Offline Helder Nuno

  • Nivel 4
  • Classificados
  • *
  • Mensagens: 719
  • Liked: 0
    • Ver Perfil
    • Hobby Motors
Nissan LMP1 para 2015
« Responder #8 em: 19 de Maio de 2014, 17:44 »
A Nissan revelará a 23 de Maio em Londres o novo programa LMP1, para 2015.  :thumbsup







« Última modificação: 19 de Maio de 2014, 20:08 por Helder Nuno »

Offline Helder Nuno

  • Nivel 4
  • Classificados
  • *
  • Mensagens: 719
  • Liked: 0
    • Ver Perfil
    • Hobby Motors
Re: Nissan LMP1 para 2015
« Responder #9 em: 23 de Maio de 2014, 14:39 »
A Nissan anunciou que vai regressar à categoria principal das 24 Horas de Le Mans em 2015, com o novo GT-R LM Nismo. Ao contrário do experimental ZEOD RC, o novo sport-protótipo vai ser mais convencional, obedecendo aos regulamentos da categoria LMP1, e vai ter como objetivo bater a Audi, Porsche e Toyota.

Andy Palmer, vice-presidente executivo da Nissan, apresentou-se de modo combativo na conferência de imprensa, apontando armas às três marcas que atualmente correm em Le Mans e anunciando que "viemos para estragar a vossa festa. O nosso objetivo é ganhar... não, nós vamos mesmo ganhar". Embora tenha anunciado que tipo de motor vai usar (a tecnologia do ZEOD RC poderá servir como base), Shoichi Miyatani, presidente da Nismo, revelou que "não viemos aqui para seguir os outros, vamos ter que ser inovadores".

A Nissan vai correr com dois carros, que ainda não foram revelados (foi usada uma carroçaria do Ligier JS P2, tapada, na conferência). O uso da marca GT-R, em vez de um nome de código alfa-numérico (o último da Nissan foi o R391) serve para reforçar a imagem da marca junto do público, principalmente "junto da geração GT Academy", afirmou Palmer. Miyatani acrescentou que "o projeto vai ser global, integrando a nossa experiência no Japão, Europa e América do Norte", um pouco como acontece com a Toyota. Miyatani acrescentou que "este projeto não vai ser feito em detrimento de todas as outras competições onde estamos presentes. Queremos ganhar em todas".

Ainda não foram anunciados pilotos para o projeto, embora tenham estado presentes três pilotos da GT Acadamy, Jann Mardenborough (no público), Wolfgang Reip e Lucas Ordoñez, sendo que estes dois vão dividir o volante do ZEOD RC com Satoshi Motoyama, que corre primariamente nas pistas japonesas e que também esteve presente na apresentação. Dependendo do nível de andamento dos formandos da GT Academy, é possível arriscar que pelo menos metade dos pilotos de 2015 vão sair desta cantera.

In "Autosport"


Offline David C.

  • Classificados
  • *
  • Mensagens: 46
  • Liked: 0
    • Ver Perfil
Re: TOYOTA RACING NUMA NOVA ERA COM O TS040 HYBRID
« Responder #10 em: 14 de Junho de 2014, 14:02 »
Ninguem está acompanhar as 24H de Le Mans? Para já a Toyota tem um carro em 1º, mas ainda falta muita corrida  :thumbsup