Autor Tópico: Introdução ao hypermiling/ecodriving  (Lida 12180 vezes)

Offline Kaizen

  • Yume no Chikara
  • Administrador
  • Classificados
  • *****
  • Mensagens: 16330
  • Liked: 1
    • Ver Perfil
    • AJA
Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
« Responder #30 em: 24 de Junho de 2009, 19:19 »
A 140km\h fazes 5,8L?!!! Eu a essa velocidade consigo andar nos 5,0 a 5,5 max!
Levanta o pé pah!
Rui Coelho
Associado AJA Nº1

Offline landcruiserbj40

  • Classificados
  • *
  • Mensagens: 678
  • Liked: 0
    • Ver Perfil
Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
« Responder #31 em: 25 de Junho de 2009, 10:24 »
 :lol

Já consegui 5,4l/100km (em CB) mas Rui sempre a 140 km/h sem acelerar mais nas descidas e manter nas subidas... eu tenho a sorte de fazer sempre o mesmo trajecto com o carro consigo comparar os consumos muito facilmente dependendo do tipo de utilização. eu vou voltar a fazer os 5,5 quando o carro vier da revisão  :o

é verdade... a história de trocar o filtro de ar de 30000km em 30000km comigo não funciona, troco sempre aos 15000km e vou buscar facilmente os 12 euros que ele custa em Gasoleo. Outra diferença em consumos que registei com facilidade foi na troca do filtro de gasóleo (feita de 60000 em 60000 Km) Quando o carro vem da revisão "grande" parece outro...
Outra coisa que posso registar também é que os produtos para limpeza do sistema de injecção também funcionam. 5 euros de embalagem e consegue-se notar diferença.

Já agora Nuno acho estranho o gasto de 1 litro com o desembaciador ligado... Por principio a correia já está a passar pelo alternador quer ligues o botão de desembaciamento quer não ligues...

Quizz e aquele gasoleo milagroso alguem já experimentou e quer trocar experiencias??  :assobio

Offline Kaizen

  • Yume no Chikara
  • Administrador
  • Classificados
  • *****
  • Mensagens: 16330
  • Liked: 1
    • Ver Perfil
    • AJA
Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
« Responder #32 em: 25 de Junho de 2009, 12:03 »
Citar
eu vou voltar a fazer os 5,5 quando o carro vier da revisão

Tudo o que disseste dos filtros é verdade, sobretudo o do óleo e gasóleo mas... os meus carros quando vêm das revisões rendem sempre menos. Suponho eu que pela viscosidade do óleo o motor fica com menos folga para "bombar". Nota-se em alta rotação e vel. max. Mas bom... para Hypermiling não se utilizam estas faixas de rotação!

Off-Topic: O 1.4 D4-D para gastar menos precisava de mais power na primeira velocidade antes de entrar o turbo. Obriga a calcar muito o acelerador e ás vezes é perigoso.
Rui Coelho
Associado AJA Nº1

Offline landcruiserbj40

  • Classificados
  • *
  • Mensagens: 678
  • Liked: 0
    • Ver Perfil
Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
« Responder #33 em: 28 de Junho de 2009, 10:21 »
Rui no 1.4 D4D a faixa de rotações que uso para fazer este tipo de condução é entre as 2000 rpm e 2750 rpm... por sensibilidade no pé direito e após ter visto a curva de binário deste motor penso que é onde conseguimos potência com menor consumo... se reparares o escalonamento da caixa (excepto a 1ª ) sempre que trocas de caixa às 2750 rpm a rotação cai sempre nas 2000 rpm...

Já agora volto a repetir a pergunta que fiz anteriormente para continuarmos com esta discussão?

Quais são as vossas experiências em termos de condução económica e ganhos com os gasóleos ultimates e afins?
E entre gasolina 95 e 98?

Offline Toylex

  • Nivel 4
  • Classificados
  • *
  • Mensagens: 3340
  • Liked: 0
  • 1972 Daihatsu L38V
    • Ver Perfil
Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
« Responder #34 em: 28 de Junho de 2009, 10:28 »

Quais são as vossas experiências em termos de condução económica e ganhos com os gasóleos ultimates ?


Os gasóleos mais caros, vulgo os aditivados, >> não me convencem, << só tenho a certeza que >> são mais caros, << e meti 2 ou 3 vezes e nunca mais.

A gasolina, também meto da 95 onde já experimentei das duas, foi no AE86 e como não notei diferenças, tá a poupar e meto da mais barata.
José Manuel Santos - Sócio AJA nº51

Offline Santos Silva

  • Administrador
  • Classificados
  • *****
  • Mensagens: 8280
  • Liked: 1
  • スターレット Power!
    • Ver Perfil
Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
« Responder #35 em: 28 de Junho de 2009, 11:13 »
A minha experiência é que para conduções mais rápidas (anti-hypermiling, portanto), a resposta e a eficiência é melhor, quer na gasolina quer no diesel. Para o dia-a-dia, a diferença não se nota.

Diria ainda que para os nossos JA's, estas "modernices" não lhes valem de muito...Foram feitos para os combustiveis antigos
Santos Silva
Sócio Fundador nº7

Offline landcruiserbj40

  • Classificados
  • *
  • Mensagens: 678
  • Liked: 0
    • Ver Perfil
Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
« Responder #36 em: 30 de Junho de 2009, 08:19 »
Eu já experimentei o ultimate da BP e de facto noto um rendimento maior, mas não consegui chegar as percentagens de poupança que eles anunciam... Na condução que já descrevi atrás consegui facilmente mais 20 km no tanque, o que acho não ser significativo para o custo do litro de gasóleo.
Após ter feito esta experiência li no site da BP que só se consegue resultados ao fim de 3 tanques, por forma a limpar os outros gasóleos que lá andaram antes... esta parte já não testei pois acho que já não vou conseguir muitos mais ganhos, e se os conseguir nunca me vão pagar a diferença no litro de gasóleo.

Em relação aos gasoleos normais? qual as vossas opiniões?
Eu já coloquei gasóleos em todo o lado e não encontro diferenças significativas de poupança nem de rendimento entre eles... logo... ponho gasóleo no sitio mais barato que encontro... Intermarches e afins... :drool:

Offline Kaizen

  • Yume no Chikara
  • Administrador
  • Classificados
  • *****
  • Mensagens: 16330
  • Liked: 1
    • Ver Perfil
    • AJA
Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
« Responder #37 em: 30 de Junho de 2009, 12:11 »
É que já te estás a esticar um bocadinho para fora do tópico... :p

O SS é que tem razão nesta matéria. Mas a minha experiência diz-me o contrário em termos das gasolinas.

Noto diferenças significativas no Celica (2 carburadores) entre a 95 e a 98 e a 100. Quanto mais são as octanas, mais sereno e linear fica o funcionamento do motor. A conselho do mecânico, tanto no Celica como no Corolla GT agora só meto 98.

Em velocidade máxima (em injecção electrónica) noto uma diferença de 20kms\h entre a 95 e a 100. Aqui estou a referir-me á mota.

Onde noto também uma grande diferença é entre o Biodiesel e o Gasóleo, mas aqui acho que é óbvio certo? É só 15% mas em rendimento do motor acima dos 140km\h notam-se bem esses 15% e faço menos kms com o mesmo depósito. É uma alegria quando encho o tanque de gasóleo...  :lol

Nuno: Há aí um tópico a falar de combustiveis, se quiseres passar para lá...
Rui Coelho
Associado AJA Nº1

Offline RSilva

  • Classificados
  • *
  • Mensagens: 120
  • Liked: 0
    • Ver Perfil
Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
« Responder #38 em: 04 de Julho de 2009, 11:32 »
Começei a fazer condução económica há cerca de  6 anos atrás e na altura ninguém compreendia esta modalidade "desportiva".
É curioso ver a popularidade que o tema tem suscitado ultimamente.
Participei no Volvo Drive challenge e o vencedor ganhou com um consumo médio de 2,5l/100! Ou seja saiu de Lisboa e quando ficou sem gasóleo já havia passado Paris.

É uma forma de condução que exige muita concentração e conhecimento profundo do veículo que se conduz, nomeadamente do regime mais eficiente para cada relação de caixa.

Offline landcruiserbj40

  • Classificados
  • *
  • Mensagens: 678
  • Liked: 0
    • Ver Perfil
Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
« Responder #39 em: 07 de Julho de 2009, 08:23 »
2,5l/100km??

Para uma marca destas estes tipos fazem o que? para além de irem o mais devagar possivel.

Não respiram dentro do habitáculo? :duh:

Offline Kaizen

  • Yume no Chikara
  • Administrador
  • Classificados
  • *****
  • Mensagens: 16330
  • Liked: 1
    • Ver Perfil
    • AJA
Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
« Responder #40 em: 07 de Julho de 2009, 12:57 »
2,5 é um valor bastante dificil de atingir numa quilometragem tão elevada! Pelo menos para se conduzir em segurança!
Rui Coelho
Associado AJA Nº1

Offline RSilva

  • Classificados
  • *
  • Mensagens: 120
  • Liked: 0
    • Ver Perfil
Introdução ao hypermiling/ecodriving
« Responder #41 em: 15 de Julho de 2009, 08:53 »
Os carros de última geração são bastante mais eficientes.
Na prova de selecção que fiz com o Volvo, pelo centro de Cascais e com o ar condicionado em automático (obrigatório), fiz um consumo de 3.6l/100.
O vencedor deve ter feito sauna até Paris, mas levou para casa um carro novo.

No entanto há um truque para usar o AC sem aumentar os consumos, basta ligá-lo a toda a força nas descidas médias/acentuadas onde até ajuda a travar o veículo. Isto funciona em certos percursos como no Alentejo onde há muitos montes a trâspor.

Offline rpm

  • Nivel 3
  • Classificados
  • *
  • Mensagens: 2640
  • Liked: 1
    • Ver Perfil
    • serrapowa.com
Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
« Responder #42 em: 16 de Julho de 2009, 11:51 »
Caro RSilva, por acaso não terá mais informações sobre essa competição? Gostaria de participar numa próxima edição.
本田技研工業「夢の力」Associado AJA nº 65

Offline RSilva

  • Classificados
  • *
  • Mensagens: 120
  • Liked: 0
    • Ver Perfil
Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
« Responder #43 em: 17 de Julho de 2009, 16:34 »
Tenho mais informação Sim Senhor!
A prova pelo que me foi dito pela marca, vai ser repetida, desta vez num XC60. É estar atento ao site da marca.
Duvido é que o consumo se fique por 2.5l/100.

Offline landcruiserbj40

  • Classificados
  • *
  • Mensagens: 678
  • Liked: 0
    • Ver Perfil
Re: Introdução ao hypermiling/ecodriving
« Responder #44 em: 22 de Julho de 2009, 08:33 »
é preciso uma capacidade de concentração enorme para fazer 2,5 l/100km durante tanto tempo. Deve ser desgastante percorrer tanto quilometro a dosear o acelerador.

RSilva em relação ao AC o principio de travagem não o entendi. Não será melhor nas descidas deixar embalar o carro o melhor possível para vencer o obstáculo seguinte (próxima subida)? Além disso se o AC estiver em automático não é possível fazer a regulação da intensidade visto ser o carro a recolher essa informação com os sensores de habitáculo.
Ou nos Volvos isso é diferente?