Autor Tópico: Drive Experience AJA - Nissan Leaf  (Lida 3812 vezes)

Offline blardY

  • Moderador Global
  • Classificados
  • *****
  • Mensagens: 9452
  • Liked: 1
    • Ver Perfil
Drive Experience AJA - Nissan Leaf
« em: 25 de Março de 2012, 13:32 »
Será que daqui a 40 anos vamos ter LEAF´s nos nossos eventos?
Por via das dúvidas, queremos saber como é o LEAF por dentro e por fora.
Dia 1 de Abril por altura do 16º Encontro Informal Sul teremos à nossa disposição um LEAF para que todos os entusiastas do AJA o fiquem já a conhecer.






NISSAN LEAF ELECTRIFICA O MUNDO

A motorização com emissões zero é, finalmente, uma realidade. O Nissan LEAF chegou e promete revolucionar a forma como conduzimos. Após décadas de desenvolvimento, o Nissan LEAF está repleto de tecnologias inovadoras, tornando-se no primeiro veículo 100% eléctrico, funcional e com produção em massa a nível global.
 
 
"O Nissan LEAF é um automóvel real com zero emissões de escape. Com este inovador e económico automóvel eléctrico, a Nissan está a contribuir com a inovação de um sistema de mobilidade sustentável para a nossa indústria e para as pessoas de todo o mundo."
Carlos Ghosn, Presidente e CEO, Nissan Motor Co. Ltd.
 
 
Em síntese
   Entregas com início em Dezembro no Japão e nos Estados Unidos
   Os veículos dos primeiros clientes europeus chegam no início de 2011
   Desempenho dinâmico com zero emissões de escape
   Fácil de conduzir e ainda mais fácil de adquirir
   O primeiro de quatro veículos eléctricos da Nissan e Infiniti
 
 
Visão geral
Iniciou-se a carga para um futuro de zero emissões. As entregas do Nissan LEAF (primeiro veículo eléctrico do mundo verdadeiramente funcional e económico) estão prestes a iniciar-se, no seguimento da estreia mundial da versão de produção no recente Salão Automóvel de Paris.
 
As primeiras entregas do Nissan LEAF serão processadas já no próximo mês de Dezembro, no Japão e na América do Norte. Para o primeiro trimestre de 2011 está agendada a entrega aos primeiros europeus, mais concretamente em Portugal em Janeiro, seguido de Irlanda, Países Baixos e Reino Unido. Estes serão os primeiros condutores do mundo a desfrutarem do futuro da motorização: o Nissan LEAF é o primeiro automóvel eléctrico real a ser vendido em todo o globo. Um cinco lugares com alimentação a bateria, que é prático e confortável... e que é uma realidade, aqui e agora.
 
Até ao final de 2012, o Nissan LEAF estará disponível em todos os principais mercados europeus.
 
"Isto é apenas o início. A Nissan já anunciou o desenvolvimento de versões zero emissões do reconhecido e premiado NV200, furgão ligeiro e de transporte de passageiros, e temos já outros veículos eléctricos puros em preparação para lançamento”, disse Pierre Loing, Vice-Presidente de Planeamento e Estratégia de Produto e Director da Unidade Comercial de Emissões Zero na Nissan International SA, sede da Nissan na Europa. “O Nissan LEAF e o furgão comercial ligeiro eléctrico serão os primeiros dos quatro veículos 100% eléctricos da Nissan a entrar no mercado, nos próximos anos."
 
Com as baterias compactas e eficientes de iões de lítio e o poderoso motor eléctrico, o Nissan LEAF tem uma autonomia de 160 km, com o seu sistema de carregamento rápido a precisar de apenas 30 minutos para restaurar até 80% a carga da bateria. A aceleração de resposta instantânea é consistente com a velocidade máxima superior a 140 km/h.
 
O Nissan LEAF será construído no Japão, nos EUA e no Reino Unido, enquanto as baterias de iões de lítio, de tecnologia de ponta, serão construídas em Portugal e em França, assim como no Japão, EUA e Reino Unido, o que faz da Aliança Renault-Nissan o maior fabricante mundial de veículos eléctricos e baterias para veículos eléctricos.
 
"O futuro da motorização já chegou" afirma Pierre Loing.
« Última modificação: 02 de Abril de 2012, 18:07 por blardY »
Pedro Massa - Sócio AJA Nº10

Offline blardY

  • Moderador Global
  • Classificados
  • *****
  • Mensagens: 9452
  • Liked: 1
    • Ver Perfil
Re: Drive Experience AJA - Nissan Leaf
« Responder #1 em: 25 de Março de 2012, 13:37 »


CONDUZIR O FUTURO

O Nissan LEAF não é um protótipo, nem um concept. Foi pensado e desenvolvido exclusivamente com um objectivo, ser o primeiro veículo eléctrico familiar do mundo. É funcional, confortável e simples de conduzir. Tem uma autonomia de 160 km, uma distância que está perfeitamente dentro dos ciclos diários de condução da maioria da população mundial.


Em síntese
   48 módulos numa bateria compacta de iões de lítio, desenvolvida por uma joint venture entre a Nissan e a NEC
   Valores de binário equivalentes aos de um motor V6 de 2.5 litros a gasolina
   Simples de conduzir
   Autonomia de condução de 160 km
   80% de recarga rápida em menos de 30 minutos


O Nissan LEAF tem um design totalmente novo, sendo construído com base numa plataforma única. No seu coração está a avançada bateria laminada de iões de lítio desenvolvida pela Nissan, uma tecnologia que, finalmente, faz do veículo eléctrico uma premissa real. A bateria é o resultado de décadas de investigação e desenvolvimento: a Nissan utilizou baterias de iões de lítio, pela primeira vez, no protótipo eléctrico Prairie Joy, em 1996.
 
Desenvolvida pela Automotive Energy Supply Corporation (AESC), uma joint venture entre a Nissan e a NEC, a nova bateria tem capacidade para armazenar o dobro da energia da geração anterior. Ao contrário das convencionais baterias cilíndricas, as células laminadas finas e compactas utilizadas na nova bateria da AESC oferecem maior flexibilidade em termos de concepção e design do veículo. O Nissan LEAF armazena a sua energia em 48 módulos da bateria de iões de lítio, com quatro células de bateria dentro de cada módulo. O avançado design laminado permite a fácil integração sob o piso do veículo, optimizando assim o espaço do habitáculo e proporcionando ao Nissan LEAF um centro de gravidade baixo para uma condução estável e tranquila.
 
O desempenho dinâmico provém do motor eléctrico de 80kw (108 cv) que gera, instantaneamente, o binário máximo de 280 Nm – equivalente ao binário de um convencional motor V6 2.5 a gasolina – desde o arranque. O resultado é uma rápida aceleração, em harmonia perfeita com o habitat natural urbano e suburbano do Nissan LEAF.
 
O Nissan LEAF é fácil de conduzir. O motopropulsor eléctrico não “entra em ralenti” e apenas roda quando o veículo está em movimento. Para iniciar o motor, o condutor apenas tem de pressionar o botão de arranque e a electricidade começa a fluir para o motor. Utilizando as um comando eléctrico o condutor selecciona a posição "D" (Condução) e o veículo inicia a deslocação. Tão simples como isto.
 
Autonomia
Uma carga completa proporciona uma autonomia potencial de 160 km (100 milhas - US-LA 4 mode), uma distância que satisfaz as exigências de condução diária da maioria dos automobilistas. Uma pesquisa global indica que a quilometragem média diária de 80% da população mundial é inferior a 100 km; o valor no Japão e no Reino Unido é inferior a 50 km para 80% da população.
 
A autonomia de condução depende de diversos factores, incluindo a temperatura exterior, a utilização do ar condicionado, a idade da bateria e o tipo de condução que for adoptado. Geralmente, quanto mais ecológica for a condução, maior será a autonomia. Um computador de bordo de fácil utilização indica os dados mais importantes da bateria, incluindo a autonomia máxima, a potência de saída e a electricidade regenerada. Um "eco-indicador" no painel apresenta o estado de consumo eléctrico, prestando um “feedback”, em tempo real, da eficiência de condução do condutor.
 
O sistema de travagem regenerativa do Nissan LEAF aumenta também a autonomia do veículo. Ao aplicar o travão, ou levantar o pé do acelerador, o motor eléctrico actua como um gerador, convertendo energia, que de outra forma seria desperdiçada, em energia para a bateria. Para aumentar a capacidade regenerativa da travagem, existe uma definição de modo Eco, de controlo por parte do condutor, que pode também ser utilizado para reduzir a utilização do ar condicionado e assim melhorar a autonomia de condução até 10% em áreas urbanas.
 
Recarregar o Nissan LEAF
Numa estreita colaboração com os governos e autoridades locais por toda a Europa, a Nissan ajudou a acelerar a introdução de infra-estruturas públicas de carregamento de veículos eléctricos, bem como a atribuição de subsídios e incentivos fiscais, elementos necessários para a adopção generalizada de veículos eléctricos. A escolha dos primeiros quatro mercados europeus para a receber o Nissan LEAF – Portugal, Irlanda, Reino Unido e Países Baixos – reflecte a atitude proactiva dos respectivos governos na disponibilização desses apoios.
 
O Nissan LEAF pode ser carregado até 80% da sua capacidade total, em menos de 30 minutos, num posto público de carregamento rápido. Um carregamento em casa, utilizando uma tomada de 220V - 16A, demora aproximadamente sete a oito horas para carregar completamente, o que pode ser feito durante a noite para beneficiar dos preços mais reduzidos da electricidade nas horas fora de ponta. Para o carregamento em casa é necessário uma tomada e um cabo especiais: os concessionários Nissan e outros especialistas seleccionados irão auxiliar os clientes na instalação dos sistemas domésticos de carregamento. A porta de carregamento do Nissan LEAF tem duas tomadas - uma para carga normal e a outra para carga rápida - sob uma aba localizada na dianteira do veículo.
Para Portugal, o cabo de ligação faz parte do equipamento de série do Nissan LEAF.
 
Telemática avançada
Tal como a avançada tecnologia de condução eléctrica, o Nissan LEAF dispõe também de avançados sistemas de telemática e informática a bordo, denominado CARWINGS. O sistema fornece, continuamente, um fluxo de informações para o condutor, incluindo capacidade e autonomia da bateria, apresentando a localização das estações de carregamento mais próximas. As informações de navegação são actualizadas constantemente, disponibilizando aos condutores, com precisão, o estado mais recente do trânsito.
 
Outra funcionalidade de ponta é a capacidade de utilizar um computador ou “smartphones”  para definir as funções de carregamento e monitorizar o estado de carga do veículo e a capacidade da bateria. Os condutores podem regular o ar condicionado do Nissan LEAF, quando este está em carregamento, através do controlo remoto, para que o veículo esteja pronto e confortável para o condutor. O temporizador a bordo pode ser também predefinido para iniciar o carregamento nocturno do Nissan LEAF, tirando partido da tarifa mais reduzida.

O Nissan LEAF é vendido com uma subscrição de cinco anos do Nissan CARWINGS.
 
Segurança para todos
No desenvolvimento do Nissan LEAF, todos os aspectos de segurança foram intensamente estudados e analisados. Por exemplo, quando não estiver em carregamento, um relé eléctrico dentro do próprio veículo desliga a alimentação para isolar a porta de carregamento. Apesar da porta de carregamento ser à prova de água e dispor de uma estrutura de drenagem para utilização com tempo chuvoso, em caso de curto-circuito, a alimentação é interrompida imediatamente. A plataforma foi concebida para proteger as baterias e evitar curto-circuitos em caso de acidente.
 
Tal como os veículos convencionais, o Nissan LEAF possui um sistema de airbags, ABS, Assistência à Travagem, Controlo Dinâmico do Veículo (ESP) e pré-tensores dos cintos de segurança, tudo de série, juntamente com uma câmara de visualização traseira para um estacionamento fácil e seguro.
 
Foi também dada atenção à segurança dos peões. Em resposta à preocupação dos veículos eléctricos e híbridos poderem surpreender os peões e deficientes visuais ao aproximarem-se destes, a Nissan desenvolveu um conjunto de sons distintos que passarão a ser padrão com o Nissan LEAF, com o objectivo de garantir uma experiência positiva, tanto para condutores, como para passageiros e peões.

Durante o desenvolvimento do sistema de som, a Nissan estudou pesquisas comportamentais de deficientes visuais e trabalhou com psicólogos cognitivos e acústicos. Após analisar tecnologias originais aplicadas e desenvolvidas para reduzir o ruído dos veículos e depois de efectuar testes no Japão e noutros países, foi criado o sistema de Som de Aproximação de Veículo para Peões.

O sistema de som de ondas sinusoidais passa de uma alta frequência de 2,5 kHz para uma baixa frequência de 600 Hz, uma amplitude facilmente audível entre os grupos etários. A Nissan esforçou-se para evitar uma amplitude de som que adicionasse ruído desnecessário ao ambiente (aproximadamente 1000 Hz).

Dependendo da velocidade e estado (aceleração ou desaceleração) do Nissan LEAF, o sistema de som emitirá uma gama de sons altos-baixos. Por exemplo, quando o Nissan LEAF é ligado, o som será mais alto, de modo a que um deficiente visual possa constatar que um automóvel nas suas imediações está a iniciar manobras. E quando o automóvel estiver em marcha-atrás, o sistema irá gerar um som intermitente. O sistema de som interrompe o funcionamento quando o Nissan LEAF atinge uma velocidade de 30km/h e entra numa amplitude de som onde o ruído normal da estrada é alto. Volta a funcionar quando o Nissan LEAF abranda para menos de 25km/h.

O sistema é controlado através de um computador e sintetizador no painel de instrumentos, sendo que o som é emitido através de uma coluna no compartimento do motor. Um interruptor, no interior do veículo, permite desligar os sons temporariamente. O sistema volta automaticamente para o estado "Ligado" no próximo ciclo de ignição.

Uma lista completa de equipamento de série inclui a câmara de visualização traseira, a navegação por satélite e os completos sistemas informáticos, o que significa que há apenas uma opção disponível: um painel solar incorporado no “spoiler” do tejadilho, que apoia o carregamento da bateria de 12V utilizada para a alimentação de acessórios.
 

Reciclado e reciclável
Quase 100% do peso do veículo poderá ser reciclado, através do desenvolvimento da tecnologia de reciclagem para peças e componentes específicos de veículos eléctricos, como a bateria, o motor e o transformador. No decorrer do desenvolvimento do automóvel, a Nissan foi também proactiva na utilização de materiais recicláveis na sua produção. Apesar de ser um processo difícil, a Nissan teve sucesso na adopção de materiais reciclados em algumas secções do Nissan LEAF, através do desenvolvimento de tecnologias de esbatimento de cor e controlo de qualidade melhorado de materiais resinosos.
 
No Japão, a Nissan encetou uma joint venture com a Sumitomo Corporation para "Reutilizar, Revender, Rectificar e Reciclar" baterias de iões de lítio de veículos eléctricos. Na Europa, a Nissan, juntamente com a parceira da Aliança - Renault - está a estudar a implantação de um projecto semelhante com um parceiro local.
 
Preço competitivo, funcionamento acessível
Com subsídios concedidos pelos governos centrais e locais e considerando a diferença de custos energéticos, o Nissan LEAF tem um preço competitivo quando comparado com um veículo diesel do segmento C totalmente equipado.
 
Apesar de dependente do país, estudos demonstram que o custo de electricidade é aproximadamente cinco vezes menor do que o custo do combustível. Para o custo total de propriedade, quanto mais elevado for o custo do combustível, mais económico pode ser considerado o custo de propriedade de um veículo eléctrico.
 
Veículos eléctricos: o futuro
A Nissan entrou em mais de 80 parcerias em todo o mundo, com países, cidades, organizações e outros interessados, para apoiar a adopção generalizada dos veículos eléctricos. Vários governos apoiam a tecnologia dos veículos eléctricos e estão a promover subsídios e incentivos fiscais para compradores de veículos eléctricos e investidores em infra-estruturas de carregamento de veículos eléctricos. Com mais estações de carregamento públicas, a funcionalidade e a utilização dos veículos eléctricas serão ainda mais rápidas.

Embora actualmente a energia para carregamento de baterias de veículos eléctricos tenha proveniência de centrais eléctricas, grande parte com abastecimento de carvão, as emissões de CO2 podem ser reduzidas à medida que os geradores de energias captem mais CO2 ou utilizem a força solar ou eólica. Tal como o mundo pretende a redução das emissões de CO2 e outros gases de efeito estufa, a Nissan, através do seu compromisso para uma mobilidade sustentável e tecnologia de veículos eléctricos, pretende ser líder no esforço da criação de uma sociedade de emissões zero.
« Última modificação: 02 de Abril de 2012, 18:07 por blardY »
Pedro Massa - Sócio AJA Nº10

Offline blardY

  • Moderador Global
  • Classificados
  • *****
  • Mensagens: 9452
  • Liked: 1
    • Ver Perfil
Re: Drive Experience AJA - Nissan Leaf
« Responder #2 em: 25 de Março de 2012, 13:38 »


VER PARA ALÉM DO ÓBVIO


O Nissan LEAF é único, não é uma conversão de um veículo convencional, mas foi concebido de raiz como um veículo eléctrico. E isso significa que os designers conseguiram dar ao LEAF um visual tão distinto quanto a sua motorização.


Em síntese
   Sem prejuízo do espaço
   Perfil distinto
   Interior espaçoso e futurista
   Área de bagageira ampla


Construído na plataforma VE totalmente nova e personalizada, o LEAF assenta numa generosa distância entre eixos de 2.700 mm. Tem 4.445 mm de comprimento, 1.770 mm de largura e 1.550 mm de altura.

Como é alimentado por um pequeno motor eléctrico e com os compactos módulos de baterias localizados sob o piso, no centro do chassis, o design do Nissan LEAF não fica comprometido pela necessidade de alojar um motor tradicional na dianteira.
 
Isto resulta no design da frente curta e arrojada do Nissan LEAF, perfeitamente enquadrada nos imponentes faróis de LED azuis verticais. Estes deflectem também o fluxo do ar, afastando-o dos retrovisores, com o objectivo de melhorar a aerodinâmica do Nissan LEAF.

A carroçaria foi concebida com base no princípio "fluidez inteligente" da Nissan, combinando linhas visualmente agradáveis com eficiência aerodinâmica. A linha de tejadilho elevada termina num grande “spoiler”, ao mesmo tempo que o próprio formato do Nissan LEAF também beneficia do piso inferior ser suave e plano.
 
A vista traseira é dominada pelas luzes verticais, estreitas e ligeiramente curvadas e, obviamente, pela assinalável ausência de tubo de escape.
 
O interior apresenta um espaço amplo para cinco adultos e aloja dispositivos electrónicos avançados, incluindo um painel de instrumentos central para o sistema informático específico do LEAF e um selector de mudanças elegante e fácil de utilizar, inspirado no rato do computador.

O Nissan LEAF estará disponível em cinco cores na Europa - azul metálico e pérola, branco pérola, prateado metálico, preto sólido e vermelho pérola.
« Última modificação: 02 de Abril de 2012, 18:07 por blardY »
Pedro Massa - Sócio AJA Nº10

Offline blardY

  • Moderador Global
  • Classificados
  • *****
  • Mensagens: 9452
  • Liked: 1
    • Ver Perfil
Re: Drive Experience AJA - Nissan Leaf
« Responder #3 em: 25 de Março de 2012, 13:38 »


SER DONO DE UM NISSAN LEAF


Adquirir um Nissan LEAF é tão fácil como o conduzir. Graças ao reduzido preço de compra, com incentivos e diversos esquemas de compra - incluindo um inovador pacote de propriedade - a mobilidade eléctrica está mais próxima do que nunca.


Em síntese
   O preço inclui incentivos governamentais
   O preço total inclui a bateria
   Mensalidade baixa através do Plano de Contrato Pessoal (PCP)
   Inovador pacote de propriedade de mobilidade eléctrica
   Carregamento público gratuito em muitos países



Ser dono do LEAF
Há três formas de adquirir um Nissan LEAF. Os clientes podem comprar o automóvel directamente, através de um esquema PCP (Personal Contract Purchase - Plano de Contrato Pessoal) ou ao abrigo de um novo pacote de propriedade de mobilidade eléctrica.

Os componentes padrão do Nissan LEAF estão ao abrigo de uma garantia de 3 anos ou 100.000 km, enquanto componentes específicos de veículos eléctricos, incluindo a bateria de iões de lítio, dispõem de uma garantia de 5 anos ou 100.000 km – em conformidade com as condições de concorrência do mercado europeu.
Na improbabilidade de o veículo ficar sem carga na bateria, qualquer serviço de reboque, durante o primeiro ano, estará abrangido pelo serviço de assistência em viagem gratuito da Nissan.

A aquisição através do esquema PCP significa que os clientes pagam uma mensalidade reduzida durante três anos. No final desse período, podem simplesmente devolver o automóvel ao concessionário ou pagar o GFV (Valor Futuro Garantido) – estabelecido no início do período de contrato – e ficar com o veículo. No entanto, estima-se que uma grande maioria dos proprietários se incline provavelmente para uma terceira opção e troque o seu Nissan LEAF por um novo veículo eléctrico. Se o valor de troca – que depende da quilometragem e das condições do veículo – for superior ao GFV, a diferença pode ser aplicada no novo veículo.

A Nissan oferecerá também serviços adicionais ao PCP. Este inovador pacote de mobilidade eléctrica abrangerá todos os custos de funcionamento do veículo durante esses três anos. Incluirá não só o veículo, mas também o seguro, os custos de manutenção e serviço, a assistência em viagem, a ligação à telemática de bordo do LEAF, o acesso público gratuito à rede eléctrica pública (dependendo do país) e até o livre acesso a um veículo convencional, quando o utilizador necessitar de percorrer grandes distâncias.

Após o pagamento da mensalidade, os proprietários do LEAF poderão contabilizar, com precisão, os seus custos de operação, independentemente do quanto conduziram em cada mês.

Os valores da mensalidade do PCP e do pacote de mobilidade serão revelados numa data mais próximo do lançamento.
« Última modificação: 02 de Abril de 2012, 18:08 por blardY »
Pedro Massa - Sócio AJA Nº10

Offline blardY

  • Moderador Global
  • Classificados
  • *****
  • Mensagens: 9452
  • Liked: 1
    • Ver Perfil
Re: Drive Experience AJA - Nissan Leaf
« Responder #4 em: 25 de Março de 2012, 13:39 »


NISSAN AO VIVO

O Nissan LEAF está longe de ser o primeiro veículo eléctrico a ostentar o símbolo da marca. Na verdade, o LEAF pode seguir as suas raízes até ao Tama construído em 1947, por uma empresa mais tarde absorvida pela Nissan. No entanto, foi o pioneiro trabalho de desenvolvimento das baterias de iões de lítio que trouxe verdadeiramente vida ao veículo eléctrico moderno.


Em síntese
   História dos veículos eléctricos remonta a 1947
   O primeiro veículo eléctrico do mundo com alimentação por bateria de iões de lítio foi o Nissan Prairie de 1996
   Experiência Hypermini integrou os veículos eléctricos na sociedade
   Tecnologia de bateria compacta revolucionou os veículos eléctricos
   Série de veículos eléctricos conceptuais que mostram vislumbres do futuro


A Alvorada da Idade do Veículo Eléctrico
"A sua outra preocupação eram as baterias em si. Thorne tinha seleccionado as novas baterias de iões de lítio da Nissan, que eram extremamente eficientes tendo em conta o seu peso."

Esta citação facilmente poderia ser atribuída a um responsável governamental numa abordagem para uma futura frota de veículos de emissões zero. Na verdade, a citação é de uma passagem do romance de Michael Crichton de 1990 – e posteriormente grande êxito dos cinemas – Parque Jurássico.

Duas décadas mais tarde, a Nissan é ainda um líder de indústria no desenvolvimento de baterias de iões de lítio. Contudo, a verdadeira história da Nissan com os veículos eléctricos começa muito antes, em 1947. Esse foi um período único na indústria automóvel e no desenvolvimento de veículos eléctricos. Devido à carência energética no período pós Segunda Guerra Mundial, o governo japonês abordou empresários encorajando-os à produção de veículos eléctricos para fazer face à crise.

O Tama Electric Car foi fabricado pela Tokyo Electric Cars Company, uma das empresas antecessoras da Prince Motor Co., Ltd., que posteriormente se fundiu com a Nissan. Desenvolvido por antigos engenheiros de aviação militar, o Tama estava equipado com baterias de chumbo-ácido e desenvolvia 3,3kW e uma velocidade máxima de 35 km/h. Com uma autonomia de 65 km, era principalmente utilizado como táxi. O automóvel foi vendido até 1950, altura em que a recuperação japonesa pós-guerra estava já bem encaminhada e as reservas de petróleo estavam estáveis.

Iões de lítio no Prairie
Hoje em dia novamente com um futuro incerto quanto ao petróleo e com o ecossistema em perigo, é óbvio que a evolução da tecnologia de baterias decorre de necessidades sociais e espírito empreendedor, sendo estas razões as forças impulsionadoras do desenvolvimento dos veículos eléctricos pela Nissan. A aplicação de baterias de iões de lítio (Li-ion) na indústria automóvel começou em 1990, liderada pela Sony Corporation. No dia imediatamente a seguir ao anúncio oficial da Sony, a Nissan iniciou uma colaboração com a empresa.

O primeiro fruto desses esforços foi uma realidade em 1996, quando a Nissan lançou o Prairie EV, o primeiro automóvel eléctrico do mundo com alimentação por bateria de iões de lítio. Apesar de o Prairie EV ser limitado a venda para frotas, foram vendidas cerca de 30 unidades a diversas organizações.  

"Grande parte da indústria, mesmo os nossos colegas, estava céptica quanto ao sistema de iões de lítio", relembra Hideaki Horie, Especialista Líder na Divisão de Desenvolvimento de Tecnologia de Veículos Eléctricos. "Escolhemos a bateria de iões de lítio porque acreditávamos no seu potencial e em possíveis aplicações para veículos, em tudo superior às baterias de níquel-metal-hidreto, muito mais comuns na altura."


Veículo eléctrico no gelo
Uma das aplicações mais invulgares do Prairie EV foi os anos que passou sob condições polares extremas como veículo de suporte da Equipa Japonesa de Exploração do Pólo Norte, na respectiva estação de investigação em Ny-Alesund, Svalbard, Noruega, que nos seus 79°N é a povoação mais a norte de todo o mundo.

O Prairie EV, sem qualquer apoio ou manutenção por parte da Nissan, cumpria a função de transporte diário da estação base de investigação para a cidade e o aeroporto e, mais importante, enquanto realizava observações meteorológicas. Os veículos de emissões zero são essenciais para essa utilização, uma vez que não contaminam os dados da investigação com emissões de CO2.

"O veículo eléctrico da Nissan tornou-se um símbolo do nosso compromisso na International Arctic Research Village, em como o ambiente não seria prejudicado pela execução das actividades de investigação", relembra o Dr. Hajime Ito, Presidente do NySMAC.  "Os VIP que visitavam a nossa cidade eram recebidos na pista de aterragem pelo Prairie EV, que os transportava até à cidade, sem a emissão de qualquer ruído ou gases de escape. Era também um veículo excelente para fins científicos, como a observação de animais selvagens, uma vez que permitia a aproximação sem qualquer ruído ou odor."

Em 2006, passados seis anos de funcionamento sem falhas, o Prairie EV deixou de funcionar. Como em Ny-Alesund, com uma população permanente de apenas 35 habitantes, não existia um concessionário Nissan, o veículo foi devolvido à Nissan para investigação e avaliação. Depois de ser examinado, os engenheiros ficaram contentíssimos por descobrirem que o problema era apenas um condensador desligado. Após a reparação, o Prairie EV arrancou de imediato (apesar de o desempenho da célula se ter deteriorado ligeiramente, tal como previsto), comprovando a funcionalidade e a durabilidade da bateria de iões de lítio sob condições extremas.


História de Los Angeles
Em 1997, a Nissan revelou o Altra EV equipado com bateria de iões de lítio (apelidado de R'nessa EV no Japão). Este galardoado mini-furgão eléctrico foi vendido no Japão e nos Estados Unidos, apesar de terem sido produzidas apenas cerca de 200 unidades.  

As primeiras unidades foram entregues a empresas de serviços públicos, como a Southern California Edison Company, Pacific Gas and Electric Company e o Departamento de Água e Energia de Los Angeles. Foram inclusivamente utilizados como veículos de fiscalização de estacionamento pela polícia de Santa Mónica. Parte mini-furgão, parte SUV, parte carrinha, o carregamento era realizado através de um sistema comprovado, seguro e fácil de carregamento de bateria por indução, através de uma patilha electromagnética inserida na porta de carregamento localizada na grelha dianteira.  

O motor síncrono de 83 cavalos de potência (62 kW) utilizava um íman interno de elevado desempenho de liga de neodímio-ferro-boro, com uma eficiência de funcionamento de aproximadamente 89%. O grupo de bateria de iões de lítio de 12 módulos do Altra EV localizava-se sob o piso do espaço do passageiro e permitia uma autonomia real de condução (ciclo combinado citadino/auto-estrada) de 130 km. Dispunha, também, de sistema antibloqueio dos travões (ABS) nas quatro rodas, regeneração da travagem, velocidade máxima de 120 km/h e capacidade de carga/passageiros de cerca de 360 kg. Os condutores do Altra EV tinham também o benefício de extras como o ar condicionado, os vidros eléctricos, o fecho centralizado, o sistema áudio premium e os airbags duplos suplementares.


Estrela eléctrica no cinema
Pouco tempo após a apresentação do Altra EV, a Nissan lançou-se no desafio de desenvolver um veículo eléctrico mais compacto e menos familiar. O resultado foi o lendário Hypermini, mostrado ao mundo em 1999.

O Hypermini dispunha de uma estrutura de alumínio leve extremamente rígido e estava equipado com um motor síncrono de tracção de íman de neodímio e baterias de iões de lítio de elevado desempenho. Demorava cerca de quatro horas a recarregar as baterias, utilizando um carregador CA de 200 volts de indução sem contacto. A autonomia de condução do Hypermini era de 115 km com um único carregamento de bateria e uma velocidade máxima de aproximadamente 100 km/h. O veículo foi amplamente utilizado no Japão e nos Estados Unidos, incluindo na Universidade da Califórnia, Davis e um projecto de partilha automóvel em Yokohama.


Totalmente carregado para o futuro
A mudança de século foi também um ponto de viragem para os sistemas de baterias. A Nissan deu um grande passo em direcção ao futuro e começou a desenvolver baterias compactas laminadas de iões de lítio juntamente com a NEC, substituindo a célula cilíndrica utilizada até então. As mais recentes baterias laminadas são capazes de armazenar o dobro da energia ocupando a mesma área.  

A evolução no desenvolvimento de baterias acelerou, na última década, graças, em grande parte, às inovações na área da electrónica doméstica e pessoal, particularmente com os telemóveis.

"Até podemos dizer que a inovação das baterias tem uma grande dívida para com as meninas colegiais das ruas de Shibuya, ávidas e exigentes utilizadoras de telemóveis", afirma Horie. "Desejosas de mais conversação e mais emails com menos tempo de carregamento. A prosperidade dos telemóveis, definitivamente, acelerou o desenvolvimento das tecnologias de bateria."

O impacto da constante redução das dimensões das baterias sentiu-se não só em telemóveis e computadores, como também no design automóvel.  

"Perdem-se várias limitações se se escolher uma motorização eléctrica", diz Shiro Nakamura, Vice-Presidente Sénior de Design da Nissan Motor Co., Ltd. "Por exemplo, permite um capot muito baixo, contribuindo para o visual e a aerodinâmica do veículo. O centro de gravidade pode também ser colocado muito em baixo, colocando a bateria sob o piso, ou até se pode colocar o motor nas rodas. E até é possível separar o habitáculo da plataforma, graças à tecnologia x-by-wire. Quisemos demonstrar exemplos desta liberdade de design e mobilidade para o futuro com o Pivo e o Pivo2. Estes conceitos dispõem de habitáculos rotativos e a capacidade de as quatro rodas se moverem independentemente".

O Pivo original foi uma das estrelas do Salão Automóvel de Tóquio de 2005, um feito repetido pela geração seguinte - Pivo2 - dois anos mais tarde. No seguimento da tradição da Nissan de apresentar conceitos avançados de veículos eléctricos nos principais salões automóveis do mundo, o desportivo eléctrico Nissan Mixim foi apresentado no Salão Automóvel de Frankfurt de 2007, seguido do Nissan NUVU (literalmente uma "nova abordagem" de veículo de transporte urbano) no Salão Automóvel de Paris de 2008. O NUVU inclui uma representação espirituosa das credenciais ecológicas da Nissan, incluindo painéis solares no seu tejadilho totalmente em vidro e a utilização de materiais orgânicos e reciclados dentro do habitáculo.

Olhando para mais de 60 anos de liderança nos veículos eléctricos, o ano de 2010 marcará a transição de uma era de mobilidade convencional para uma mobilidade verdadeiramente de emissões zero, liderada pela introdução do Nissan LEAF.

Automóveis como o Nissan LEAF transportam-nos para o dia em que os veículos Nissan, com baterias de iões de lítio, serão conduzidos de forma limpa e eficaz, através de um parque temático urbano de clones de Velociraptors e Tiranossauros-rex – e não apenas em romances e filmes!  

Aí, os verdadeiros “dinossauros” em exposição serão os veículos de combustão interna.
« Última modificação: 02 de Abril de 2012, 18:08 por blardY »
Pedro Massa - Sócio AJA Nº10

Offline CelicaGTI

  • Nivel 4
  • Classificados
  • *
  • Mensagens: 1384
  • Liked: 0
    • Ver Perfil
Re: Drive Experience AJA - Nissan Leaf
« Responder #5 em: 26 de Março de 2012, 21:46 »
Um projecto muito especial e um bem (h)aja à Nissan por levar avante este magnifico projecto, que tem uma quota de participação portuguesa que muito nos orgulha!  :thumbsup

Será que haverá tomadas por perto e baterias extra?   :lol




Offline CelicaGTI

  • Nivel 4
  • Classificados
  • *
  • Mensagens: 1384
  • Liked: 0
    • Ver Perfil
Re: Drive Experience AJA - Nissan Leaf
« Responder #6 em: 27 de Março de 2012, 22:08 »
Muito giro sim senhor!  :green:
Nissan LEAF™: Polar Bear

Offline blardY

  • Moderador Global
  • Classificados
  • *****
  • Mensagens: 9452
  • Liked: 1
    • Ver Perfil
Re: Drive Experience AJA - Nissan Leaf
« Responder #7 em: 27 de Março de 2012, 22:25 »

 
Citar
Será que haverá tomadas por perto e baterias extra?

 João, se ficarmos sem "carga" vamos à casa do Rui Machado, ele mora ali ao lado e tem de nos emprestar uma tomada :lol  :lol
Pedro Massa - Sócio AJA Nº10

Offline Santos Silva

  • Administrador
  • Classificados
  • *****
  • Mensagens: 8280
  • Liked: 1
  • スターレット Power!
    • Ver Perfil
Re: Drive Experience AJA - Nissan Leaf
« Responder #8 em: 27 de Março de 2012, 22:50 »
Blardy,

Vê lá se deixas o Leaf "à carga" no dia anterior :lol Como se fosse o telemovel!!!
Santos Silva
Sócio Fundador nº7

Offline CelicaGTI

  • Nivel 4
  • Classificados
  • *
  • Mensagens: 1384
  • Liked: 0
    • Ver Perfil
Re: Drive Experience AJA - Nissan Leaf
« Responder #9 em: 28 de Março de 2012, 09:58 »
Não se  ponham já a viciar as baterias com cargas excessivas, porque depois ficamos sem carro...ou estão a falar de telemóveis!???   :lol


« Última modificação: 28 de Março de 2012, 19:38 por CelicaGTI »

Offline blardY

  • Moderador Global
  • Classificados
  • *****
  • Mensagens: 9452
  • Liked: 1
    • Ver Perfil
Re: Drive Experience AJA - Nissan Leaf
« Responder #10 em: 28 de Março de 2012, 17:18 »

 Tivesse eu um telemóvel merecedor de algum respeito, e punha-o a carregar para uma hora programada em horário diurno, aproveitando algum contador bi-horário ao meu alcance  :green:
Pedro Massa - Sócio AJA Nº10

Offline Crashed

  • CRX lover
  • Administrador
  • Classificados
  • *****
  • Mensagens: 1840
  • Liked: 0
    • Ver Perfil
    • CRXPT
Re: Drive Experience AJA - Nissan Leaf
« Responder #11 em: 31 de Março de 2012, 16:16 »
Bem acho que a minha mega extensão dá para por o carro a carregar desde o 2º andar  :lol
Sócio AJA #47
1978 Datsun 120y pickup [b120 ute] azul - Vendida
1991 Honda CRX 1.6iVT preto

Offline blardY

  • Moderador Global
  • Classificados
  • *****
  • Mensagens: 9452
  • Liked: 1
    • Ver Perfil
Re: Drive Experience AJA - Nissan Leaf
« Responder #12 em: 02 de Abril de 2012, 17:56 »

 Quero deixar o meu agradecimento em nome do AJA, à Nissan pela cedência do Leaf para estar presente no nosso 16º Encontro Informal Sul do AJA.


 Foram muitas as atenções depositadas neste Nissan 100% eléctrico e muitas as perguntas que foram feitas à volta dele.
 Deixo-vos algumas fotos deste símbolo da inovação da indústria automóvel.

 Durante o carregamento que fez no posto rápido da área de serviço da A5
 

 

 

 

 

 

 

 No nosso encontro:

 

 

 

 

 

 
Pedro Massa - Sócio AJA Nº10

Offline blardY

  • Moderador Global
  • Classificados
  • *****
  • Mensagens: 9452
  • Liked: 1
    • Ver Perfil
Re: Drive Experience AJA - Nissan Leaf
« Responder #13 em: 02 de Abril de 2012, 18:02 »






























« Última modificação: 02 de Abril de 2012, 18:12 por blardY »
Pedro Massa - Sócio AJA Nº10