Autor Tópico: Toyota Aygo - O X que marca o caminho  (Lida 2068 vezes)

Offline Camry 2200

  • Moderador Global
  • Classificados
  • *****
  • Mensagens: 1797
  • Liked: 0
    • Ver Perfil
    • ITÊUM
Toyota Aygo - O X que marca o caminho
« em: 24 de Março de 2014, 16:57 »
Fonte: Caetano Auto Setúbal
14-03-2014

NOVO AYGO -o X que marca o caminho  ABORDAGEM ÚNICA DA TOYOTA AO SEGMENTO A



 
O novo AYGO foi inspirado pela determinação de Akio Toyoda para produzir automóveis melhores e, que que sejam ainda mais divertidos de conduzir. Partindo dos pontos fortes do atual AYGO foram incluídas as últimas novidades presentes dos mais recentes modelos, aliando design e prazer de condução com uma nova e mais divertida abordagem de desenvolvimento. O AYGO segue o conceito de design ‘J-Playful’; uma ligação à contemporânea cultura dos jovens no Japão, que privilegia formas extrovertidas e que se destaquem. Desde o iconográfico novo design ‘X’ da dianteira até à gama de opções de personalização, todas as decisões de design e de engenharia do novo AYGO foram realizadas especificamente com vista a diversão de quem o conduz.



“A minha principal motivação foi a de criar um automóvel que fizesse com que as pessoas se apaixonassem por ele” afirma David Terai, engenheiro-chefe do novo AYGO. “Tradicionalmente, o apelo dos carros do segmento A resulta do seu caráter prático e das suas formas compactas, além do preço atrativo. Mas, muitas vezes, falta-lhes ser mais apetecíveis. Os elementos que fazem com que despertem o desejo por um automóvel, pormenores que fazem com que lêssemos o catálogo vezes sem conta enquanto decidimos a compra são elementos que não estavam muito presentes. O design tem normalmente um tratamento secundário e não há muito equipamento por onde escolher.”. Acrescentando, “Parece existir um entendimento implícito entre os engenheiros que projetam os automóveis e os designers, de que os condutores dos carros pequenos não passam muito tempo
sentados ao volante, e por essa razão, não se importam de ter que estabelecer compromissos. Eu simplesmente não posso acreditar que isso seja verdade e estou convencido que estes condutores – como quaisquer outros – querem um automóvel de que se possam orgulhar e a minha última missão foi
precisamente a de criar esse automóvel.”



Esta abordagem explica porque razão o novo AYGO tem como ponto de partida a herança deixada pela primeira geração, que já dava alguns indícios de querer rejeitar os estereótipos básicos e convencionais que predominam no segmento A. Apesar das suas dimensões compactas, tem uma aparência que causa impacto, com linhas clássicas em alguns aspectos e ao mesmo tempo de sofisticação, mas sempre divertidas. É um design que faz com que os clientes tomem uma posição; o que quer dizer que não vai agradar a todos. David Terai confirma que esta foi precisamente a sua intenção.

“Se perseguirmos uma ligação emocional entre o cliente e o design temos que aceitar que os gostos são diferentes”, afirma. “E num mercado cheio de propostas, é melhor ter um design que consegue apaixonar metade das pessoas do que ter um design ao qual ninguém se opõe. É por isso que o novo AYGO se quer destacar.”.

apaixonar metade das pessoas do que ter um design ao qual ninguém se opõe. É por isso que o novo
AYGO se quer destacar.”.

E vai consegui-lo. Tanto o design interior, como exterior, foram concebidos de tal forma que permitem uma ampla variedade de diferentes opções. Por isso, o novo AYGO não só será divertido de conduzir como será fácil e engraçado de personalizar de acordo com as preferências de cada um. E cada uma das personalidades de cada condutor vai corresponder um gosto específico.


 
Por outro lado, cerca de 10 peças à volta do veículo podem ser facilmente substituídas por outras de cores ou formas diferentes, permitindo que os clientes possam criar o seu próprio AYGO. Esta construção/abordagem só foi possível graças a uma construção inteligente e a uma estratégia de construção cuidadosamente pensada para que esta personalização pudesse ser simples e acessível, de modo a que tanto o preço, como os tempos de entrega, fossem compatíveis com o que é esperado num modelo do segmento A.

Design J-Playful
 
O novo AYGO foi desenhado para seduzir. O tema do design do novo AYGO é o ‘J-Playful’; uma ligação à contemporânea cultura dos jovens no Japão, que privilegia formas extrovertidas e de grande impacto.
 
“O orgulho de possuir um automóvel resulta, em primeiro lugar e acima de tudo, do design do mesmo” afirma o chefe de design Nobuo Nakamura. “Cada vez que olhamos para o nosso carro parado à nossa frente queremos sentir que fizemos uma boa escolha. Foi por isso que não aceitei qualquer compromisso em termos de estilo.”.

No conceito geral, a criação de um carro compacto foi fundamental nas exigências feitas pelos clientes (maioritariamente urbanos) para o novo AYGO. O comprimento total foi aumentado em apenas 25mm para 3,455mm, o que significa que o novo AYGO continua a ser o líder da sua classe em termos de dimensões exteriores compactas. Apesar do aumento de 7mm no habitáculo na parte da frente, a altura do veículo foi reduzida em 5mm para favorecer a eficiência aerodinâmica. E as vias foram alargadas em 8mm, tanto à frente como atrás, para melhorar a forma como o novo AYGO “pisa” a estrada.
 
Independentemente de ser compacto e divertido, o exterior respira robustez. Isto não acontece por acidente, como o próprio Nakamura explica. “Não é fácil desenhar um automóvel tão compacto quanto este. Queremos que desperte paixão mas, ao mesmo tempo, também deve ter um ar credível em estrada. Por isso o aspecto sólido e forte é sinonimo de segurança e também permite marcar uma presença na estrada.”.

A solidez resulta da imagem de construção como se fosse esculpido de um único bloco de metal. O design alia um carácter divertido, mas numa estrutura rígida. O formando o ousado gráfico em X da frente do AYGO confere um aspecto único. O processo de desenvolvimento espalha-se por toda a superfície da carroçaria e engloba todos os componentes principais do veículo, incluindo as grelhas superior e inferior, faróis principais, faróis de nevoeiro e até os espelhos retrovisores e os vidros laterais.
 
“Para proteger a integridade deste design tivemos de fazer algumas escolhas difíceis”, afirma Nakamura. “Por exemplo, para que as óticas principais pudessem ser suficientemente finas para caber dentro do tema ‘X’ foi necessário que incorporassem a tecnologia de projecção com lupa. Isto é algo excepcional no segmento A, que tende a ser muito superior que o tradicional reflector, que é mais barato mas tem de ser maior…é um bom exemplo de uma das muitas vezes que rejeitámos o compromisso para que no final pudéssemos ter um carro melhor.”

A SUA PRÓPRIA CRIAÇÃO: PERSONALIZAÇÃO INTELIGENTE


 
Com uma ampla possibilidade de personalização simples, acessíveis e imediatamente disponíveis, os clientes do novo AYGO podem criar o seu carro ao gosto pessoal.
 
“Isso era algo especialmente importante para mim,” refere o engenheiro-chefe Terai. “Em primeiro lugar porque os clientes se habituaram a ter uma enorme variedade de escolhas em relação a cores e alguns itens personalizáveis em vários produtos como nos smartphones ou outros itens, e já está na altura da indústria automóvel seguir essa tendência. E, por outro lado, porque a possibilidade de criar o seu próprio AYGO é determinante para que o carro possa suscitar o grau de desejo que eu queria. Se o cliente souber que o seu carro é, de certa maneira, único torna-o mais especial para si.”.
 
São várias as peças que se podem substituir no exterior (a grelha frontal em forma de X, a inserção no pára-choques traseiro, a ornamentação do flanco dianteiro e as jantes em liga leve) e no interior (o painel de instrumentos, a consola central, as saídas de ventilação, a alavanca do seletor de velocidades e zona envolvente da alavanca do seletor de velocidades), sendo um processo rápido, mesmo que o cliente queira adaptar depois de várias anos de utilização do veículo.
 
Conceito
 
O desafio foi assegurar que as escolhas que se apresentam ao cliente eram tão transparentes quanto possível e com uma lógica muito simples. Para que tal fosse possível, a personalização foi definida em 4 pilares: Diversidade, Simplicidade, Acessibilidade e Disponibilidade.
 
Graças a uma clara gama de 3 equipamentos, 3 veículos de edições especiais (os quais serão renovados com regularidade) e 2 pacotes interiores e exteriores, os clientes terão uma perceção clara das muitas possibilidades que esta simples fórmula de personalização lhes oferece para criarem o carro da sua escolha.
 
Através desta abordagem estruturada, a entrega de um novo AYGO pode ser feita dentro de um curto espaço de tempo, independentemente das preferências de personalização que o cliente tenha feito no exterior e no interior do veículo.
Miguel Vale - Associado AJA Nº69

Offline MetalicMan

  • Nivel 3
  • Classificados
  • *
  • Mensagens: 100
  • Liked: 0
    • Ver Perfil
Re: Toyota Aygo - O X que marca o caminho
« Responder #1 em: 25 de Março de 2014, 17:14 »
Parece cada vez mais coreano do que japonês, ou sou apenas eu que tenho esta opinião??

Offline Earthp

  • Nivel 3
  • Classificados
  • *
  • Mensagens: 3786
  • Liked: 0
    • Ver Perfil
Re: Toyota Aygo - O X que marca o caminho
« Responder #2 em: 25 de Março de 2014, 19:33 »
Por acaso gostei bastante :thumbsup

Offline Kaizen

  • Yume no Chikara
  • Administrador
  • Classificados
  • *****
  • Mensagens: 16327
  • Liked: 1
    • Ver Perfil
    • AJA
Re: Toyota Aygo - O X que marca o caminho
« Responder #3 em: 25 de Março de 2014, 20:53 »
Sim também gostei bastante.
O que mais me surpreendeu foi a ousadia (leia-se risco) em apoiar um design tipicamente japonês para um produto europeu. A tradução da inspiração em manga/anime está muito feliz e já li diversos comentários de pessoas de países onde o Aygo não é vendido a lamentarem o facto. Outros a lamentarem que a actual geração do Yaris não tenha significado.

A Toyota está de parabéns com mais um novo modelo pós-LFA/GT86 muito bem conseguido. Eu sei que não faz muito sentido, mas tenho curiosidade em saber que percentagem de vendas é que o motor 1.3 noutros poderia trazer ao Aygo. Bravo Toyota.  :clap:
Rui Coelho
Associado AJA Nº1